O trabalho não acaba: Operação da PF investiga suspeita de fraudes milionárias em benefícios trabalhistas

Foi deflagrada nesta quarta-feira, 23, a Operação Melaço, ação em parceria entre Polícia Federal, o Ministério Público Federal, Previdência Social, Ministério do Trabalho e Soint CIPE Central (Polícia Militar). A operação tem como alvo um esquema que teria fraudado vínculos empregatícios para obter benefícios de seguro-desemprego e previdenciários. São cumpridos mandados nos municípios de Ipiaú, Ibirataia, Valença, Prado, Porto Seguro, Itamarajú e Santa Cruz Cabrália, todos na Bahia.

Segundo nota divulgada pela PF, cerca de 100 policiais federais e servidores da Previdência Social e do Ministério do Trabalho cumprem 31 mandados expedidos pela Justiça Federal, sendo 13 de prisão preventiva e 18 de busca e apreensão.

Em levantamento preliminar da PF aponta que foram gastos mais de R$ 17 milhões em pagamentos de seguro-desemprego com suspeita de fraude e R$ 1 milhão em benefícios previdenciários na mesma situação ilegal. Com a desarticulação da organização criminosa, calcula-se que o prejuízo evitado para o Programa Seguro-Desemprego é de aproximadamente R$ 5,5 milhões e para a Previdência, projetado ao logo dos anos, é de pelo menos R$ 2 milhões, podendo ultrapassar dezenas de milhões de reais, em função dos milhares de vínculos fictícios identificados que poderiam ser futuramente utilizados para a obtenção de benefícios previdenciários fraudulentos.

Fonte

Anúncios

Deixe uma resposta