sem-titulo

Inacreditável: Arnaldo Jabor pede o assassinato de Donald Trump em plena Rádio CBN

Algo inacreditável aconteceu na Rádio CBN, veículo pertencente as Organizações Globo: em seu comentário do dia, o cineasta e comentarista político Arnaldo Jabor sugeriu que a única saída para deter Donald Trump é que o presidente eleito dos Estados Unidos fosse assassinado.

Diz Jabor:

Segundo Cleckley (Harvey Clekley), o psicopata não denota sinais de pensamento irracional nem de neuroses. Ele não tem remorso ou vergonha, mente compulsivamente muitas vezes acreditando na própria mentira.

Ele tem um egocentrismo patológico e incapacidade de amar. Também não tem capacidade de aprender pela experiência porque acha que não tem nada a aprender.

Ele tem uma espantosa capacidade de manipulação dos outros pela mentira, sedução e chantagem. Quando é questionado ou flagrado, o psicopata não se responsabiliza por suas ações, sempre se achando inocente ou vítima do mundo do qual ele tem que se vingar. Certamente haverá muita oposição da opinião pública americana contra essa doença que pegou na América.

A questão é que Trump é insensível a qualquer sensatez. Ele vai reagir a essa impopularidade com gestos mais loucos ainda, criando situações insolúveis pelas instituições públicas. Trump será a desmoralização da América no mundo. O que que vai acontecer? Não se trata de direita ou esquerda, de conservadores ou progressistas. Trum é o mal. É aparante pensar que o planeta terra está nas mãos de um louco, e ninguém pode fazer nada. A não ser que outros psicopatas o matassem.

O comentário pode ser ouvido na íntegra, aqui:

O comentário de Jabor revoltou a internet, e gerou grande repercussão nas redes sociais. A postura agressiva e estelionatária de certos jornalistas com relação ao cenário político americano tem gerado grandes críticas, sobretudo pela falta de parcialidade, honestidade e pelas mentiras repetidas a exaustão pelos profissionais de imprensa que tratam do assunto. Somente nos últimos meses, as organizações Globo protagonizaram vários momentos controversos. A jornalista Carolina Cimenti falou um palavrão ao vivo sobre Donald Trump, a apresentadora Monalisa Perrone mentiu ao vivo afirmando que Donald Trump havia declaro ódio aos negros (e foi desmentida pelo correspondente Fábio Turci), além de críticas desonestas por parte de nomes como Guga Chacra, Caio Blinder, Lucas Mendes, Pedro Andrade, Renata Lo Prete, William Bonner e Jorge Pontual.

O comentário de Arnaldo Jabor, em específico, reflete uma tendencia mundial: milhares de pessoas postam todos os dias mensagens de ódio e pedidos de morte do presidente eleito dos Estados Unidos. Esse comportamento levou uma jornalista do jornal inglês The Telegraph a ser demitida após postar em seu Twitter que “era tempo para um assassinato presidencial.” Um jovem do Colorado também se deu mal: o estudante postou uma mensagem também no Twitter declarando o desejo de assassinar Trump. Arrependido, chegou a apagar a publicação algumas horas depois. Ao que parece, foi tarde demais: no dia seguinte agentes do FBI o conduziram para a prisão por ameaçar a vida do presidente eleito. Ele declarou aos agentes que era só um desabafo, que não havia nenhuma intenção de praticar qualquer ato violento contra o futuro presidente.

 

 

 

Um comentário sobre “Inacreditável: Arnaldo Jabor pede o assassinato de Donald Trump em plena Rádio CBN

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s