george-soros-anti-trump-2

Extremistas que protestam contra Trump são financiados por George Soros, assim como o Mídia Ninja no Brasil

O jornalismo da emissora Fox News obteve uma informação surpreendente: grande parte dos violentos protestos contra o presidente eleito Donald Trump estão sendo orquestrados pela ONG Move On. O grupo diz oficialmente lutar “por causas progressistas”, e tem organizado caravanas de manifestantes, além de recrutar membros para seus atos por meio do site de anúncios Craiglist.com mediante pagamentos que vão de 150 a 1.000 dólares. Outros que estariam organizando protestos por meio de meios escusos são os ativistas de extrema-esquerda reverendo Al Sharpton e o cineasta Michael Moore.

Segundo apurou o site Chicago Tribune, metade dos manifestantes que foram presos durante atos violentos em Portland não haviam sequer votado: eles simplesmente não estavam registrados nos comitês eleitorais, apesar de praticarem vandalismo em protesto contra o resultado das eleições.

O surpreendente da notícia é que a Move On foi praticamente fundada com dinheiro do bilionário húngaro-americano George Soros. Após acumular fortuna especulando no mercado de ações, Soros passou a financiar grupos extremistas ao redor do globo por meio da Open Society Foundation. Segundo informações divulgadas recentemente, ele foi um dos financiadores do coletivo Mídia Ninja. O Mídia Ninja foi fundado em 2013, e foi um dos grupos que fomentou aquela série de protestos violentos contra a Copa. Mais tarde, o grupo voltou a ganhar o noticiário promovendo protestos violentos contra o presidente interino Michel Temer.

Soros também é prodigo doador de campanhas. Ele é histórico apoiador dos Clinton. Aqui no Brasil, ele é acusado de apoiar a Rede de Marina Silva, segundo informações do acadêmico luso-brasileiro Moniz Bandeira.

Tanto lá quanto aqui, os grupos alegam não possuir nenhuma ligação ideológica com George Soros. Afirmam também que as ações políticas são espontâneas e que as agendas são legitimas. No entanto, em ambas as situações se observa o desrespeito às leis e a ordem em prol de uma agenda de extrema-esquerda. Fato semelhante aconteceu no Reino Unido após o Brexit. George Soros havia se manifestado publicamente contra a saída do Reino Unido da União Europeia, afirmando que se tratava de um “desastre”. Após o resultado do referendo, ONGs ligadas ao bilionário foram publicamente relacionadas aos atos mais violentos. O bilionário nega.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s