Ditadura de Maduro usa poder judiciário para impedir ações do parlamento

A Assembleia Nacional venezuelana foi proibida pelo poder judiciário de julgar a responsabilidade do ditador socialista Nicolás Maduro na grave crise econômica, política e institucional na qual o país se encontra.

“A Sala Inconstitucional fraudulenta poderá dar instruções a seu grupo de lacaios, mas não a AN, eleita pelo povo”, criticou o presidente da Assembleia, Henry Ramos Allup.

Vale lembrar que no mês passado Maduro deu um golpe de Estado ao impedir o referendo que iria revogar o seu mandato, tornando oficial a ditadura socialista que já existia no país.

 

 

Anúncios

Um comentário sobre “Ditadura de Maduro usa poder judiciário para impedir ações do parlamento

Deixe uma resposta