Dilma e a Odebrecht: a presidente negociou pessoalmente a propina

O empreiteiro Marcelo Odebrecht relata em sua delação que a ex-presidente Dilma Rousseff negociou diretamente com ele a propina da campanha de 2014, além de ter garantido pessoalmente os empréstimos bilionários com o BNDES. Segundo ele, fora pelo menos três encontros secretos com a petista.

É o que consta na revista Isto É, que em um determinado trecho diz:

“Marcelo pediu a intervenção de Dilma na liberação de repasses do BNDES para a construção do porto de Mariel, em Cuba, feito pela Odebrecht com financiamento de mais de US$ 600 milhões do banco de fomento brasileiro.

Dilma teria lhe prometido resolver o assunto em 24 horas”.

Ao todo, a presidente é citada dezoito vezes na delação premiada do presidente da Odebrecht.

3 comentários sobre “Dilma e a Odebrecht: a presidente negociou pessoalmente a propina

  1. Ora, para quem começou a vida no crime, em assaltos de caminhões na baixada fluminense , assaltando bancos, sequestrando inocentes em nome da causa comunista! Não era para surpreender ninguém! (segundo confessão de seu ex marido)

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s