dilm

Dilma tenta usar vitória de Trump para mandar indireta a Temer, mas acaba se complicando

Dilma Rousseff comentou a vitória de Donald Trump com a seguinte afirmação:

“A tradição de um democrata é reconhecer a derrota, e não articular processo golpista de impeachment sem medir as consequências para o país”.

No entanto, a presidente não mencionou que Michel Temer também foi eleito com 54 milhões de votos.

A afirmação de Dilma Rousseff entra em colisão com a instrução dada por ela aos seus advogados para que anexassem documentos que comprovariam o recebimento de propina na campanha por meio de uma conta de Michel Temer. Ao fazer isso, a petista assumiu que tinha conhecimento da corrupção, além de reconhecer que foi eleita junto com seu vice – como prevê a constituição.

Diante dos fatos, Dilma virou motivo de piadas entre internautas. Um dos que comentaram em sua página no Facebook comparou a declaração confusa ao celebre discurso em que a presidente sugeria estocar vento. Outro lembrou de uma frase do jornalista Augusto Nunes sobre Dilma: “É o neurônio solitário”.

Um comentário sobre “Dilma tenta usar vitória de Trump para mandar indireta a Temer, mas acaba se complicando

  1. Ela deveria rever várias vezes o que ela falou para ver se entende.

    Quanto a produzir provas contra ela mesma, já que resolveu partir para a jihad, deveria ter ido para Curitiba e oferecer uma delação premiada antes que terminem de vez com os benefícios da delação. Pelo menos não seria um negócio tão ruim quanto confessar achando que não vai dar em nada.

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s