ocupa-635x382

Vítima de nova agressão da extrema-esquerda na UFRJ pode ficar cega

De acordo com a página UERJ com Liberdade, mais um jovem que se posicionou contra as invasões foi covardemente agredido pelas milícias.

O nome da vítima é Arthur Ferreira, que narra a violência a seguir:

Olá pessoas!

Como é de conhecimento geral ontem deu uma treta bizarra…

Ontem teve uma assembleia(sim, assembleia, eles apagaram o evento) na concha acústica onde eles queriam sim decidir sobre ocupação, paralisação e essas coisas que todo mundo sabe que eles gostam…

Eu estava lá, em pé inicialmente, quando pediram pro pessoal parar de gravar, eu parei, de boa, não tava ali pra arrumar confusão, eu só estava de ouvinte, nem pedir a palavra eu pedi.

Num determinado momento, uma menina que eu nunca tinha visto na vida ficou falando que eu era moderador do UDO(sou mesmo, uns 6 + eu, só que eu nem posto nada por motivos de tempo) e que eu tirei um print de um post dela, que ela foi ameaçada após o caso, que ficou 3 meses sem ir pra UERJ por isso e tal(o que eu não entendo é pq ela não foi na polícia prestar queixa sobre o caso, enfim). Nesse momento, começou aquele barulho já conhecido da extrema-esquerda e um movimento pra me expulsar da assembleia por motivos de descubra(pq eu tbm não sei). Falaram que eu era do MBL(li por aí que eu era agente do governo federal, Temer paga noix), que eu era não sei o que lá, um monte de coisas que obviamente é mentira, nesse momento eu me levante e falei “Quero ver quem vai me tirar daqui” afinal eu estava num espaço público e como estudante aquela assembleia de 40 pessoas que queria decidir o futuro de 30 mil era importante para eu escutar.

Obviamente, os ânimos saíram do controle(por parte deles), gritos, ofensas e afins. Puxei meu celular e comecei a gravar o ocorrido e também tentar me proteger de possíveis agressões que já são de costume desse pessoal.

Que inocente fui(admito), uma menina tentou por várias vezes puxar o celular da minha mão e quando ela não conseguiu por n vezes(1,93m ajuda nisso, só levantar a mão que é sucesso) as pessoas(umas 20) avançaram mim e pra tentar me defender fui andando pra trás a mesma menina puxou o celular da minha mão e numa reação defensiva eu a segurei e puxei falando “Devolve o meu celular” ai deu ruim, MAIS DE 20 PESSOAS FORAM PRA CIMA DE MIM ME ESPANCANDO! Chutes, socos e afins, pra fechar com chave de ouro, outro jovem que eu nunca vi na minha vida deu um coladão no meu olho direito que na hora eu perdi a visão do mesmo, ainda perdi meus óculos(que graças a um amigo da Engenharia UERJ foi recuperado, o mesmo foi encontrado pelos integrantes da assembleia e foi simplesmente jogado fora…), no mesmo momento, uma amiga que estava comigo tbm foi hostilizada por um homem não identificado e quase pegaram o celular dela tbm, nesse momento ainda tentei dialogar(meio alterado) procurando meu celular, fui tratado de maneira irônica claro até que os seguranças da UERJ chegaram lá e separam a gente.
Descobri que outro amigo que tbm estava na assembleia tinha conseguido ir atrás de um dos integrantes da assembleia que recebeu meu celular da menina e estava na divisão de segurança. Fui ao local, pedi meu celular, o cara não quis me entregar e ainda soltou piadinhas, chamei a polícia.

Fomos encaminhados para a Cidade da Polícia onde fiz o BO e de lá fui para o IML e depois para o hospital(noite longa…)

Saldo da noite: Um sangramento na córnea, perda parcial da visão(ainda não se sabe se é temporária ou permanente) e possível descolamento da retina. Terei que fazer um acompanhamento para evitar o pior.

Com essa história, eu peço a todos os alunos que são contra esses movimentos, levantem-se! Vcs são muitos, eles são uma minoria barulhenta e organizada(em menos de meia hora já tinham até advogado), juntos podemos evitar essas ocupações políticas que atrapalham a formação de vários alunos que precisam terminar a faculdade pra melhorar de vida.

Agora, é claro, estou sendo acusado de agressão contra duas meninas, que eu estava provocando(o que não é crime diga-se de passagem…) mas obviamente, não tem BO, não tem corpo de delito, não tem NADA! Tática de guerrilha deles, mas tá maneiro, a gente segue.

Agradeço a TODOS que correram pra me ajudar, ao advogado que se prontificou a me ajudar mesmo não me conhecendo(gente finíssima!), a todas as mensagens de apoio brasil afora e VAMOS CONTINUAR A LUTA CONTRA ESSES FASCISTAS!

A continuar por esse ritmo, a extrema-esquerda vai conseguir matar alguém nos próximos dias.

15036245_1344792542197810_5386807672877096027_n

Um comentário sobre “Vítima de nova agressão da extrema-esquerda na UFRJ pode ficar cega

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s