glauco_mata

Um homicídio a cada 9 minutos colocam em evidência o fracasso do desarmamento civil

por Baltazar Soares

No Brasil, muito diferente dos EUA, nunca foi algo tão cultural o porte de armas. As primeiras restrições, no entanto, já vieram na época do governo FHC, quando surgiram as primeiras leis mais rígidas de controles de armas.

Em 2003, já no governo Lula, as leis contra o porte de armas endureceram ainda mais, e desde então é praticamente impossível para o cidadão comprar armas de fogo. Além da imensa quantidade de requisitos e dos altos custos envolvidos no processo, comprar uma arma no Brasil é praticamente inútil, uma vez que o porte para cidadãos comuns é virtualmente inexistente.

Dados divulgados pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública dão conta de um cenário de horror. Em 2015, houve em média um assassinato a cada 9 minutos no Brasil, totalizando o assombroso número de 58.383 homicídios. É bom lembrar, ainda, que muitos casos de morte não chegam a ser devidamente concluídos, sem que as autoridades saibam o que ocorreu, então este número reflete apenas homicídios violentos.

mortes-violentas-no-brasil-v2

De janeiro de 2011 a dezembro de 2015, 278.839 pessoas foram mortas no país, número maior do que o de mortos na guerra da Síria, onde 256.124 morreram no mesmo período, segundo o Fórum. Os números do país do Oriente Médio são do Observatório de Direitos Humanos na Síria e da ONU.

Imagine, portanto, que vivemos em um país no qual é proibido portar armas há mais de uma década, no qual culturalmente nem mesmo era comum as pessoas andarem armadas por aí, e ainda assim temos mais violência do que uma nação que está em plena guerra civil há mais de 5 anos.

Isso é evidência suficiente do fracasso absoluto do desarmamento civil.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s