A contradição de Gleisi: manifestação de religiosos só vale se for a favor

Mais cedo, a senadora Gleisi Hoffmann elogiou a postura da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil contra a PEC 241. A CNBB é uma organização formada por bispos marxistas, com longo histórico de apoio aos regimes de extrema esquerda e aos governos petistas. A CNBB tenta usar o cristianismo para justificar o socialismo, como agora na PEC, onde diz que a austeridade implicaria em “perda dos direitos” e desprezo aos valores da “caridade e amor ao próximo”.

A contradição é que a mesma senadora criticou duramente a advogada Janaina Paschoal quando esta mencionou “Deus” durante o julgamento de Dilma Rousseff. Gleisi surtou, afirmando que “o Estado era laico”, que era “inadmissível” aquele tipo de manifestação.

Só vale religiosidade se for a favor.

Anúncios

Um comentário sobre “A contradição de Gleisi: manifestação de religiosos só vale se for a favor

  1. o mbl foi doce na boca das senadoras petistas, hoje assistindo um debate sobre a pec 241 onde compareceram umas estudantes ocupantes … que disseram que o mbl anda financiando estudantes para agirem contra o movimento e que tem um carro que anda assustando os estudantes… a senadora regina souza disse que o carro poderia ser do mbl mas ela não poderia afirmar com certeza e ainda mais acusou de estar usando a morte de um jovem que poderia ser usario de drogas ate em casa contra os movimentos… fiquei enojada..

Deixe uma resposta