cropped-image-110-e1464186237916-500x346

Curitiba: Greca vence e derrota candidato apoiado pelos invasores de escolas

O engenheiro e ex-ministro Rafael Greca (PMN) é o novo prefeito de Curitiba. Ele já havia administrado a cidade entre 1993 e 96 e agora retorna ao cargo com o apoio do governador Beto Richa (PSDB).

Greca foi eleito com 53,27% dos votos, contra 46,73% do candidato Ney Leprevost (PSD).

Nos últimos dias, viralizou a imagem mostrando Matheus Santos, líder das invasões de escolas no Paraná, apoiando Leprevost, o que pode ter sido a pá de cal em sua candidatura.

Leprevost chegou a reconhecer que Matheus Santos “havia trabalhado” para sua candidatura, mas isso não ocorria mais. Não convenceu.

mattheus_ney

4 comentários sobre “Curitiba: Greca vence e derrota candidato apoiado pelos invasores de escolas

  1. Falei há tempos atrás. Minha opinião, meus argumentos não foram ouvidos, não foram respeitados. Alguns amigos do PT e do PDT satirizaram, debocharam, humilharam. Fiquei quieto para não criar inimizades. Quero que se manifestem! A amizade continua. Mas aconselho: repensem e desistam; vocês nunca terão razão.

    Curtir

    1. Não tem como manter amizade com a extrema-esquerda. Eles são totalitários, desprezam a liberdade alheia. Por eles, nós seríamos a Venezuela, onde os opositores são presos, torturados, humilhados e tratados como menos que humanos.
      Perceba nas atitudes deles.
      Não é mera divergência de ideias.
      Recomendo a leitura do site ”ceticismo político”.

      Curtir

  2. Certíssimo, o povo, como manifesto ao governo do PT, votou em um candidato “com nojo de pobre”….E é exatamente isso que vai rolar nos próximos anos, o pobre se ferra, enquanto os de cima vivem como marajás em meio a “crise”, que é crise só pra quem já não tem muito, pros que tem bastante, é só um tempo um pouco chato. Palmas, tiraram canalhas do poder pra colocar canalhas diferentes, muito perspicaz

    Curtir

  3. Eu estava lendo o site de vocês, e vi que o objetivo de vocês é ser um jornalismo em prol da liberdade. Primeiramente gostaria de saber sobre o que é ser livre? Depois se há possibilidade de se ser livre diante das limitações do ser; ou seja como alguém cego pode ser livre, e esse ser ou estar cego se deve a cegueira filosófica de uma questão que precede a liberdade, que é a verdade. Acham vocês que há liberdade neste mundo tridimensional de Euclides, no qual somos todos limitados pela questão do espaço tempo, por termos concepções extremamente errônea sobre a verdade, vida. Pode haver liberdade para famintos? De alimentos, de educação, dos que não gozam o mundo?

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s