_filho_de_amarildo

Filho de Amarildo desmascara mentira da mãe: ela não foi coagida a denunciar Freixo a Crivella

Conforme a Jovem Pan, um dos filhos do auxiliar de pedreiro Amarildo de Souza, desaparecido na favela da Rocinha em 2013, negou que a sua mãe, Elizabete Gomes da Silva, tenha sido constrangida a gravar um vídeo para a campanha do candidato à prefeitura do Rio, Marcelo Crivella (PRB), no qual atacaria o postulante do PSOL, Marcelo Freixo (PSOL).

Emerson Gomes de Souza deu a declaração à Radio CBN na última quinta-feira (27), horas depois de Elizabete ter registrado queixa na 11ª Delegacia de Polícia (Rocinha) contra a campanha de Crivella, por constrangimento.

Sua mãe estava plenamente lúcida durante a gravação, disse ele: “Ela não foi coagida. Falou uma hora de gravação, falou bastante coisa, não sei se criticou o Freixo, mas falou mais da nossa família”, disse. Elizabete, por outro lado, alega não lembrar do que falou. Supostamente, seriam acusações contra o candidato do PSOL porque parte do dinheiro arrecadado em uma campanha para ajudar a família foi destinado a organizações de defesa de direitos humanos.

A viúva de Amarildo, preso por PMs em julho de 2013 e desde então desaparecido, afirmou em sua queixa à Polícia que na noite de terça-feira (25) um grupo de 15 a 20 homens foi à sua casa, na Rocinha, zona sul do Rio. Os homens lhe deram R$ 190 alegando ser uma forma de ajudá-la, já que sua família é carente. Ela teria aceitado o dinheiro, comprado drogas com ele e gravado o vídeo. Teria recebido também a promessa de ganhar um salário mínimo por mês por quatro anos se o candidato do PRB fosse eleito.

Ainda que a campanha de Crivella confirme o contato, negou ter dado ou oferecido dinheiro. Também afirma que procurou Bete, como é conhecida, após contato da Associação de Moradores da favela, a pedido dela, e afirma que não houve consumo de droga ou bebida no encontro. Bete teria enviado ao grupo de Crivella quatro vídeos com acusações a Freixo.

 

2 comentários sobre “Filho de Amarildo desmascara mentira da mãe: ela não foi coagida a denunciar Freixo a Crivella

  1. O dia que os políticos aprenderem a fazer campanha sem fofoquinha um falando mal do outro ,ai sim a história do Brasil muda ,e os políticos falam mal dos cristão e estão esquecendo que cristão vota

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s