10nov2015-escola-estadual-diadema-e-ocupada-por-estudantes-em-protesto-a-reorganizacao-escolar-na-rede-publica-1447175414149_956x500

Professor sugere alternativa para ajudar alunos cujo direito de assistir a aulas foi retirado pelas milícias pró-PT

Segue abaixo um depoimento de um professor contrário às invasões nas escolas:

HOJE FUI IMPEDIDO DE DAR AULAS; Compareci hoje no horário aprazado no Centro de Atividades Didáticas 2 (CAD2) da UFMG para ministrar minha aula teórica semanal para a Graduação em Psicologia. Fui acompanhado por um grupo de alunos que estavam querendo aulas. Uma turminha de esquerdopatas secundados por inocentes úteis invadiu o prédio desde ontem e está usando de intimidação para impedir o acesso de professores e colegas ao prédio. Fui informado de que não poderia entrar para dar a minha aula porque na reunião do soviete tinha sido decidido que o acesso ao prédio seria barrado. Em protesto contra sabe-se lá o quê.Perguntei para os obstruentes do direito de ir e vir em qual autoridade eles se arvoraram para me barrar o acesso. Uma vez que sou um professor titular concursado da Universidade. A resposta que ouvi é que o seu poder de cercear a liberdade de acesso, privar os colegas das aulas, cercear o exercício da função pública aos professores, invadir prédio público etc. se baseia na reunião de um soviete geral que reuniu quase duzentos alunos e decidiu “democraticamente” pela invasão. Note-se que a UFMG possui mais de trinta mil alunos de graduação. Os quais não se manifestaram. Conforme o raciocínio torto dos invasores de prédios públicos, o fato de essa massa de estudantes não haver se posicionado contra a invasão lhes dá o direito de impedir que os professores lecionem e que os alunos estudem. Tudo isso em meio a palavras de ordem contra o “golpe”, contra a “ditadura” etc.


É um pessoalzinho que tem cheiro de leite azedo e fraldinha suja de cocô, que não tem a menor idéia do que seja uma ditadura. Têm conflito com a autoridade constituída. Provavelmente levaram muita pancada na cabeça quando pequeninos. Ou receberam carinho de menos ou de mais. Estou há mais de quarenta anos na praia. Nunca vi uma universidade federal tão rebaixada. Para completar, fui informado que os invasores fizeram uma espécie de acordo com a aministração do prédio de aulas. Inventariaram os bens e fecharam as portas com chave. Aí os funcionários foram embora. Parece que, ao invés de chamar a Polícia Federal, as autoridades universitárias resolveram fazer algum tipo de acordo com os invasores. Enquanto isso assisto aos meus colegas brincando de movimento estudantil nas listas de email. Parece que eles têm saudades de uma outra época. A qual muitos nem viveram porque ou eram crianças ou nem eram nasccidos. São os órfãos de uma ditadura. Estão à cata de uma ditadirua para chamar de sua. Só que eles não contavam com a astúcia do capitalismo. Os tecnocratas capitalistas mais malignos do mundo, os americanos, inventaram uma tecnologia chamada Moodle, a qual serve de plataforma ao ensino à disância. Tem muito lero-lero sobre ensino à distância etc. Pois eu acabei de aderir ao ensino à distãncia. As monitoras da disciplina estão colocando no Moodle um material didático de excelente qualidade, modéstia à parte, o qual vai nos permitir prosseguir com a disciplina até seu bom êxito. Sou professor. Essa é a minha vocação. Vou dar aulas até morrer ou ficar gagá. E não vão ser esses bobinhos e malvadinhos que vão me impedir de exercer o ofício para o qual o pagador de impostos brasileiro me sustenta. Tchau queridos. Quem não tem CAD2 caça com Moodle.

3 comentários sobre “Professor sugere alternativa para ajudar alunos cujo direito de assistir a aulas foi retirado pelas milícias pró-PT

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s