Corrupção petista viajou até a Arábia Saudita em jatos da Embraer

Por meio de um comunicado, a empresa Saudi Aramco, da Arábia Saudita, admitiu que um de seus funcionários, ainda em 2010, se envolveu em um esquema para comprar 3 jatos da Embraer de forma ilegítima.

A revelação ocorre pouco tempo depois de a Embraer chegar a um acordo nos Estados Unidos, para encerrar processos por corrupção, em troca do pagamento de US$ 205 milhões em multas.

A empresa brasileira ainda não se manifestou sobre o caso. Na época, Lula ainda era o presidente.

Anúncios

Um comentário sobre “Corrupção petista viajou até a Arábia Saudita em jatos da Embraer

Deixe uma resposta