21393670

Operação Métis pode estar comprometida. Motivo: decisão não veio do STF.

Nesta sexta, a Operação Métis, que prendeu quatro policiais do Senado – Pedro Ricardo Carvalho, Cesar de Deus Oliveira; Everton Taborda e Antonio Tavares – foi assunto nas matérias jornalistas. A operação estaria tentando apurar tentativas de obstruir a Lava Jato, e inicialmente teria boas intenções.

Algumas informações dão conta, porém, que um erro terrível pode ter sido cometido, capaz de abalar não apenas a Operação Métis como a Operação Lava Jato.

Ocorre que a autorização para investigar os policiais partiu do juiz Wallisney de Souza Oliveira. Mas mesmo que os quatro agentes da polícia do Senado não possuam fórum especial por prerrogativa de função, o fato de prestarem serviço ao Senado faz com que a investigação só possa ser autorizada por um ministro do Supremo.

Com o passar dos dias, e dos recursos impetrados, isso por causar gravíssimos danos às recentes operações contra a corrupção.

2 comentários sobre “Operação Métis pode estar comprometida. Motivo: decisão não veio do STF.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s