O jornalista bolivariano Glenn Greenwald sofre um baita tombo com a prisão de Cunha

Em 30 de julho, o jornalista bolivariano Glenn Greenwald – propagandista dos projetos totalitários socialistas na América Latina -, havia feito uma “previsão”.

Segundo ele, havia um acordo entre Temer e Cunha para “salvar a pele” do último, como forma de pagamento pelo impeachment de Dilma. Logo, o impeachment serviria para garantir a liberdade de Cunha. Se Dilma voltasse ao poder, segundo ele, aí Cunha poderia ser preso.

Desde aquela época, tudo dava a impressão de uma baita teoria da conspiração inventada a título de propaganda política pró-PT.

A prisão de Cunha, por sua vez, demonstra o fato: a narrativa realmente não passava de um factoide servindo a uma propaganda de baixo nível.

Reveja:

14680720_1199459060111903_1719779614981661061_n

Anúncios

2 comentários sobre “O jornalista bolivariano Glenn Greenwald sofre um baita tombo com a prisão de Cunha

  1. O indivíduo que se propõe ser jornalista, em primeiro lugar deve ser responsável e não deve ficar falando o que ele acha que acontece. Um indivíduo deste não tem crédito nem para dar notícias de conversas de bar

Deixe uma resposta