Líderes petistas já admitem: o partido está rachado

Dirigentes da extrema-esquerda petista já admitem: há um racha no partido. Não estão conseguindo entrar em acordo com a ala majoritária sobre a escolha de uma nova direção, nem sobre os rumos que o PT deve tomar daqui para frente. A crise ficou exposta na sexta-feira, quando o Muda PT, grupo que reúne as cinco maiores correntes de esquerda do partido, divulgou um documento no qual anuncia a realização de uma série de plenárias em algumas das principais cidades do País.

O objetivo destas plenárias é, justamente, mobilizar militantes descontentes com o rumo do partido para pressionar a corrente majoritária, Construindo um Novo Brasil (CNB), a não adiar para o ano que vem a renovação.

A primeira plenária será nesta segunda-feira, 17, em Brasília, e a segunda no dia 27, em Porto Alegre, como informa o jornal O Globo. O partido está em conflito interno porque a derrota acachapante sofrida nas eleições municipais, no dia 2, mostrou claramente que os rumos do PT estão errados.

Anúncios

Deixe uma resposta