Após a derrota nas urnas no dia 2, PT pode ter perdido mais uma prefeitura hoje por decisão judicial

A crise no Partido dos Trabalhadores não tem fim. Após sofrer com o impeachment de Dilma Rousseff e a histórica surra as urnas, o partido saiu com apenas 256 prefeituras, 60% a menos que em 2012 (quando o partido conquistou 638). E hoje pode ter perdido uma das poucas candidaturas vitoriosas do partido foi impugnada hoje, minguando o que já parecia um cenário de terra arrasada. As informações são do Sul Connection.

Em 2016, o PT gaúcho, assim como o nacional, também sofreu um severo revés eleitoral. Em comparação com 2012, quando elegeu 72 prefeitos, o partido agora teve uma queda de 47%, vencendo em apenas 38 municípios. Isso até a última terça-feira, quando o prefeito eleito de São Leopoldo, Ary Vanazzi, que é presidente da sigla no RS, teve sua candidatura impugnada no Tribunal Regional Eleitoral.

Vanazzi, que venceu a eleição de turno único com 30% dos votos, havia sido condenado por improbidade administrativa pelo TCE. Caso o TSE  se posicione da mesma forma, o que é bastante provável, novas eleições serão realizadas em São Leopoldo.

A expectativa do partido após a humilhação nas urnas era ficar com 263 prefeituras após o segundo turno (supondo que fossem vitoriosos em todas as disputas). No entanto, duas já podem ser descartadas: Recife, onde o candidato João Paulo aparece com 42% dos votos válidos contra 58% do favorito Geraldo Júlio. A outra é justamente São Leopoldo, do impugnado Ary Vanazzi.

Anúncios

Um comentário sobre “Após a derrota nas urnas no dia 2, PT pode ter perdido mais uma prefeitura hoje por decisão judicial

Deixe uma resposta