Com a PEC anti-pedaladas, o repasse à saúde será maior no ano que vem do que é pela regra atual

Uma mentira tem sido repetida exaustivamente por petistas e seus aliados, e ela tem servido para enganar muita gente inocente por aí: a ideia de que a PEC 241 irá diminuir repasses para a saúde e outros serviços básicos.

De acordo com o subsecretário de Planejamento e Orçamento do Ministério da Saúde, Arionaldo Rosendo, a proposta orçamentária da pasta para o 2017 destina R$ 104,5 bilhões de recursos para ações e serviços públicos de saúde. Segundo ele, esse montante já leva em consideração da proposta anti-pedaladas e é superior ao valor que seria destinado ao setor pela regra atual.

O valor é de 4 bilhões a mais do que o que virá a ser repassado no ano que vem, caso a PEC 241 seja reprovada. Ou seja, esta é mais uma narrativa petista desmentida.

 

Anúncios

2 comentários sobre “Com a PEC anti-pedaladas, o repasse à saúde será maior no ano que vem do que é pela regra atual

Deixe uma resposta