URGENTE: Surgem provas de que Dilma tentou ajudar Chávez comprando o Congresso do Paraguai

Uma matéria de Leonardo Coutinho, divulgada hoje na revista Veja, mostra evidências de que a ex-presidente Dilma Rousseff teria tentado comprar o Congresso do Paraguai para ajudar Hugo Chávez, o ex-ditador falecido da Venezuela, a colocar seu país no Mercosul.

A revista teve acesso a um telegrama diplomático enviado de Brasília para a Embaixada brasileira em Caracas no qual há uma transcrição do diálogo entre Dilma e Chávez registrado no dia 6 de junho de 2011.

De acordo com o documento, cuja autenticidade foi checada pela revista, Dilma afirma que enquanto Lula atuava na diplomacia paralela, o governo tomava medidas concretas para convencer o Congresso paraguaio a aprovar o ingresso da Venezuela no bloco (veja trechos abaixo). Dilma chega a dizer que um decreto legislativo aprovado pelo Senado brasileiro três semanas antes do diálogo fazia parte da estratégia de pressão sobre os paraguaios.

Confira:

compra-paraguay-1

“Em maio de 2011, o Senado alterou o indicador para o cálculo do pagamento pela energia que o Paraguai vende para o Brasil, triplicando o valor. Foi o que Dilma chamou de “troca de notas”. A relatora do projeto foi a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) que classificou como “justa” e estratégica a medida que fez subir de 120 milhões de dólares para 360 milhões de dólares o custo da aquisição do excedente paraguaio de energia”, informa a Veja.

Anúncios

2 comentários sobre “URGENTE: Surgem provas de que Dilma tentou ajudar Chávez comprando o Congresso do Paraguai

  1. Neste ato dos PTralha, deixa claro que à implantação do bolivarianismo no Brasil era uma intenção do PT e cia.; além do mais não tinham respeito e nem zelo com o dinheiro brasileiro! Pensem nisso.

Deixe uma resposta