Máquina de lacres, Fernando Holiday impressiona público com entrevista polêmica na TV Gazeta

Em entrevista à TV Gazeta, o vereador eleito (48 mil votos) pelo DEM, Fernando Holiday, demonstrou seu alto nível de resiliência.

A apresentador, Maria Lydia, é conhecida por emitir narrativas esquerdistas – intencionalmente ou não – em suas perguntas.

O que ela não esperava é ver Holiday se saindo bem a cada pergunta espinhosa lançada sobre ele.

Ademais, ele abordou temas como redução do aparelhamento, aumento da transparência, importância do liberalismo e a desonestidade da extrema-esquerda no uso de minorias, além de sua atuação junto ao MBL.

Da entrevista, já foi feito um meme, que segue abaixo:

Anúncios

6 comentários sobre “Máquina de lacres, Fernando Holiday impressiona público com entrevista polêmica na TV Gazeta

  1. Ele é contra cotas, dia da consciência negra e no entanto usa um cabelo Black Power que foi usado nase décadas de 60 e 70 como um símbolo da auto-afirmação do negros norte americanos uma afirmação de esquerdistas negros como os Black Panthers. É um incoerente no mínimo é idiota útil usado pelos racistas… Lamentável.

    1. Vai ver que ele é contra cotas, dia da consciência negra e gosta do visual do cabelo black power. Gosto não se discute e não invalida de modo algum as opiniões. Se cabelo é argumento pra discução, que podemos dizer da Maria do Rosário e da Marina?

  2. Parabéns Fernando, você mostra a dignidade como brasileiro, algo como tivemos há mais de 125 anos atrás, quando tivemos o engenheiro André Pinto Rebouças, com o também engenheiro Alfred d’Escragnolle Taunay, o Visconde Taunay e o jurista Joaquim Aurélio Barreto Nabuco de Araújo lutando pela liberdade em todos os campos, seja político, econômico e social.

    A luta pelo estado de direito, assim como pela defesa intransigente do princípio da subsidiariedade deve ser uma constante no Brasil, isso se de fato queremos um Brasil melhor.

    Rebouças com seu irmão foram os mais homenageados e reconhecidos pela então maior colônia de alemães e seus descendentes no Brasil, Curitiba, onde temos até os dias de hoje ruas, praças, estações, bairro e muitas outras lembranças de suas realizações. De Rebouças merece o destaque o empenho dado à Sociedade Central de Imigração então sediada no Rio de Janeiro, e com filiais em diversas províncias do Brasil.

    Assim como o MBL hoje este grupo foi muito atuante desta sociedade, composto por André Rebouças, Visconde de Taunay, Beaunepaire Rohan, Tarquínio de Souza e Domingos José Jaguaribe. Elaboraram e concretizaram diversos projetos, dentre os quais se destacou o modelo da “democracia rural”, que tinha como eixo a luta pela pequena propriedade, havendo para tanto a necessidade urgente do imigrante, e o potencial que já tínhamos no Brasil de então.

    A quartelada, que muitos nos apresentam como a “Proclamação da Republica” destruiu muitos ideais e realizações, assim como tirou dos trilhos o Brasil de um rumo certo para o sucesso, principalmente quando se discutia propostas do imposto territorial progressivo, segundo o maior ou menor aproveitamento das terras.

    Mostra que essa sociedade atuou como grupo de pressão e exerceu influências, tendo um papel de incentivadora da modernização, mesmo contrariando alguns grupos dominantes, muitos dos quais impuseram sua vontade através da “republica da espada”, com efeitos que produzem péssimos resultados até os dias atuais.

    Hoje o Brasil não possui mais a sua realidade voltada para o campo, mas para as cidades, fundamental, portanto sua participação, até porque o nosso maior desafio, o nosso maior problema se encontra nas cidades: A discriminação espacial.

  3. Achei interessante o depoimento do vereador ele é coerente no que fala espero que não mude e meus votos de boa sorte e que não se. Misture com os corruptos ele vai dar muito o que falar.

Deixe uma resposta