janine

Sensacionalismo: Catraca Livre mente ao dizer que Holiday pode ser preso por acusação

O portal Catraca Livre divulgou no dia de ontem (04 de Outubro), uma informação incorreta que rapidamente viralizou nas redes sociais. O site de extrema-esquerda publicou uma matéria comentando as acusações do promotor José Carlos Mascari Bonilha contra o vereador eleito por São Paulo Fernando Holiday. Na matéria, o Catraca Livre diz que “Vereador Fernando Holiday pode ser preso por crime”.

janine

Não é verdade. Seria de fato, uma pena muito dura para algo tão pueril quanto pedir votos no Facebook de maneira gratuita no dia da eleição. Que fique o registro, a prática não representa crime, de acordo com o artigo 4 da Resolução 23.457, não é proibido a propaganda gratuita nas redes sociais no dia das eleições. O texto da lei diz o seguinte:

Art. 4º  É vedada, desde quarenta e oito horas antes até vinte e quatro horas depois da eleição, a veiculação de qualquer propaganda política no rádio ou na televisão – incluídos, entre outros, as rádios comunitárias e os canais de televisão que operam em UHF, VHF e por assinatura – e ainda a realização de comícios ou reuniões públicas (Código Eleitoral, art. 240, parágrafo único).

Parágrafo único.  A vedação constante no caput não se aplica à propaganda eleitoral veiculada gratuitamente na Internet, em sítio eleitoral, em blog, em sítio interativo ou social, ou em outros meios eletrônicos de comunicação do candidato, ou no sítio do partido ou da coligação, nas formas previstas no art. 57-B da Lei nº 9.504/1997 (Lei nº 12.034/2009, art. 7º).

No entanto, o Catraca Livre mente ao afirmar que Holiday pode ser preso caso condenado. De acordo com o capítulo IV da Resolução 23.404. O texto é claro: a eventual punição para crimes de propaganda irregular é multa, cujo valor pode variar de R$ 3 mil a R$ 50 mil.

O viés adotado pelo texto atribui uma gravidade às acusações que supera até as afirmações do procurador. Seria inadmissível em uma democracia alguém ser preso apenas por um post em Facebook, como foi argumentado pelo portal. Fica claro no Catraca Livre o sensacionalismo. O texto com a informação mentirosa faz parte de uma série de postagens enviesadas publicadas pelo portal.

O portal é tocado pelo jornalista de extrema-esquerda Gilberto Dimmenstein. Um dos temas mais abordados pelo portal é a “representatividade” e o revanchismo de minorias. No entanto, eles só foram comentar a vitória de Fernando Holiday nas eleições quando o procurador José Carlos Bonilha pediu inquérito contra a suposta irregularidade praticada por Holiday.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s