Dos candidatos a prefeito que votaram a favor de Dilma no impeachment, só 2 conseguiram se eleger

Ao todo, 82 parlamentares, incluindo senadores e deputados federais, aproveitaram o ano eleitoral para tentar uma vaguinha nas prefeituras brasileiras. Destes, 25 votaram contra o impeachment no Congresso.

De todos os 25, apenas 2 conseguiram se eleger. Outros 3 até descolaram um segundo turno, mas sempre ocupando a segunda posição e com baixas chances de vitória. Uma destas figuras foi Jandira Feghali, deputada federal pelo PCdoB. Na corrida para a prefeitura do Rio de Janeiro, a comunista que apoiou Dilma o tempo inteiro ficou na última colocação entre 7 candidatos.

Do outro lado, estão os 57 parlamentares que foram contra Dilma. 8 deles se elegeram já em primeiro turno, e praticamente todos os demais estão no segundo turno e com chances mais altas de levar a vitória.

Como os próprios petistas disseram, a resposta viria das urnas. Veio mesmo!

Anúncios

Deixe uma resposta