Haddad deixará a política se perder a eleição

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, do PT, é de longe um dos políticos com maior rejeição no país. Desde o começo de sua campanha, ele amarga a quarta posição no pleito, ficando atrás até mesmo de Marta Suplicy, que também já foi prefeita da cidade. Em alguns pontos da corrida eleitoral, o prefeito chegou a ficar em empate técnico com Erundina, do PSOL, que ocupa a quinta colocação.

É provável que ele não se reeleja. Aliás, é bem provável que nem mesmo chegue ao segundo turno, o que fará dele o primeiro prefeito da cidade a perder tão feio. Por isso, talvez, ele tenha dito que deixará a política caso perca. Afinal de contas, se nem mesmo chegar ao segundo turno, como apontam as pesquisas, o prefeito terá mesmo atingido um novo patamar no que diz respeito a rejeição. Incapaz de se reeleger a prefeitura, também será incapaz de assumir outros cargos por meio do voto.

De acordo com o Estadão, Haddad pretende voltar a dar aulas nas universidades, o que fazia antes de entrar para a política.

 

Anúncios

7 comentários sobre “Haddad deixará a política se perder a eleição

Deixe uma resposta