Folha tenta enganar o leitor buscando ajudar Haddad na reta final

A Folha de São Paulo divulgou uma matéria extremamente desonesta na véspera do primeiro turno da eleição para a Prefeitura de São Paulo.

Dados da pesquisa Datafolha mostraram o candidato João Doria (PSDB) na liderança isolada, com 44% das intenções de votos válidos. Fernando Haddad (PT) teria alcançado 16%, ficando em empate técnico com Celso Russomanno (PRB), que também tem 16%, e Marta Suplicy (PMDB), com 14%.

Todavia, a desonestidade da matéria está no título: “Doria dispara e chega a 44%; Haddad sobe e 2º lugar tem empate, diz Datafolha”.

A informação relacionada ao percentual de Doria está correta. Já quanto a Haddad ele é o único dos candidatos disputando a segunda vaga (e bem atrás) ao segundo turno mencionado no título. Nota-se que nem Marta nem Russomanno foram citados no título. Para piorar, a Folha exibe o percentual de Doria, mas esconde o de Haddad. A frase “2º lugar tem empate” pode facilitar a má compreensão de alguns, que poderiam compreendê-la como “segundo turno tem empate”.

Ou seja, por lapso, alguns leitores poderiam compreender que se Doria tem 44%, Haddad também os teria, mas logo adiante a verdade é revelada: no segundo turno, o tucano venceria os três oponentes com folga. Doria teria 54% contra 25% de Russomanno, 54% contra 29% de Marta e 59% contra 26% de Haddad.

O nome da repórter que escreveu o texto embusteiro é Thais Bilenky.

capturar

Anúncios

6 comentários sobre “Folha tenta enganar o leitor buscando ajudar Haddad na reta final

  1. A desonestidade é gritante neste Planeta Terra a mídia noticia tudo o que é informado ou não…(referente eleições nos USA- fala/se espionagem Russia/Usa… um exemplo) Diante das más informações ja,há muito,deixei de comprar reportagem escritas ( jornais/revistas)…Em resumo : Corrupção,mentiras e ganancia…✋🏾👋🏿🦅🦅🦅

Deixe uma resposta