Marchezan é vítima de denúncia eleitoreira suspeita em Porto Alegre

O candidato do PSDB a prefeitura de Porto Alegre, Nelson Marchezan Jr, sofreu um ataque fraudulento na ante-véspera das eleições. Segundo informação do jornal Zero Hora, o Ministério Público Eleitoral de Porto Alegre autorizou uma ordem de busca e apreensão em uma empresa que teria sido contratada por Marchezan.

O MPE fez seu trabalho em apurar o caso, mas a denúncia é, entretanto, falsa.

A acusação era a de que Marchezan estaria mantendo um “comitê clandestino” de campanha no local, que é a sede de uma empresa que o candidato contratou para o fornecimento de cabos eleitorais.

Como a própria matéria do ZH informa, no auto de apreensão dos equipamentos, o oficial de Justiça responsável pela busca afirmou que não encontrou identificação da Procempa nos quatro computadores recolhidos. “Não havia identificação da Procempa em nenhum dos equipamentos de cor preta”, escreveu o oficial.

Ou seja, foi realmente uma denúncia falsa. A justiça apurou, fazendo seu trabalho, mas alguém denunciou o candidato sem base alguma.

Anúncios

4 comentários sobre “Marchezan é vítima de denúncia eleitoreira suspeita em Porto Alegre

Deixe uma resposta