Para a PF, senador Jorge Viana (PT) pode ser o “menino da floresta” da planilha de propinas da Odebrecht

Ontem a Polícia Federal levou o assessor Marco Antonio Marcucci para depor por meio de condução coercitiva. Ele é da equipe do senador petista Jorge Viana, do Acre. Os investigadores acreditam que Jorge Viana seja o “menino da floresta” citado nas relações de propinas da Odebrecht.

A PF teve acesso a vários codinomes usados pelos membros da organização criminosa que atuou na Petrobras e em outros setores do governo federal. Ali os criminosos atuavam com nomes como “Rasputin”, “Lampadinha”, “Amigo”, “Barba Negra”, “Estrela”, “Guerrilheiro”, “Ganso”, “Serrote”, “Pavão” e “Italiano”, este já identificado como Palocci.

O senador Jorge Viana é famoso por sua articulação dentro do partido. Quando o caseiro Francenildo da Costa Santos depôs na CPI dos Bingos acusando o então ministro da Fazenda Antonio Palocci de frequentar a residência conhecida como “República de Ribeirão” durante as noites de orgias, consumo de drogas e negociações políticas envolvendo recursos federais, foi Jorge Viana quem conseguiu anular o depoimento de Francenildo com uma representação junto ao STF. Mais recentemente, ele tomou parte na manobra golpista que manteve os direitos políticos de Dilma Rousseff depois da cassação.

Jorge Viana é irmão do governador do Acre, o também petista Tião Viana. Ambos são suspeitos não só de fazer parte do Petrolão. Os irmãos Viana são considerados grandes forças dentro do petismo, já que conseguiram transformar o Acre em um feudo do partido. A influência é tamanha que mesmo com todos os escândalos, o candidato petista deve ser reeleito para a prefeitura de Rio Branco ainda no primeiro turno. De acordo com as pesquisas, Rio Branco é a única capital em que um petista lidera a corrida pela prefeitura.

Anúncios

3 comentários sobre “Para a PF, senador Jorge Viana (PT) pode ser o “menino da floresta” da planilha de propinas da Odebrecht

Deixe uma resposta