Black Blocs que mataram Santiago Andrade vão a julgamento hoje

O Superior Tribunal de Justiça julga hoje os assassinos do cinegrafista Santiago Andrade. O parecer do STJ pode responsabilizar Caio Silva Souza e Fabio Raposo por homicídio doloso triplamente qualificado, que é quando há intenção de matar.

O cinegrafista cobria uma manifestação na Central do Brasil, (Centro do Rio), quando foi atingido por um rojão em fevereiro de 2014. Caio Silva de Souza e Fabio Raposo foram identificados como autores do crime, e denunciados pelo Ministério Público por explosão e homicídio doloso triplamente qualificado. Quem orientou os jovens a ascenderem o rojão foi a ativista Elisa Quadros Sanzi, mais conhecida como Sininho. Ligada ao PSOL, Sininho conseguiu escapar da denúncia.

A defesa recorreu da decisão ao Tribunal de Justiça do Rio de levar os dois extremistas à júri popular e o pedido foi acatado, retirando o dolo eventual. Nesta decisão, o TJ entendeu que os dois “não tiveram responsabilidade ou intenção de matar já que não poderiam prever o trajeto que o rojão faria”.

O Ministério Público discordou e recorreu da absurda decisão à instância superior, o STJ. Hoje o ministro relator Jorge Mussi deve apresentar o seu parecer concordando ou não com a decisão de que os dois não tinham responsabilidade sobre a trajetória do rojão. Se ele concordar com o MP, os black blocs Caio e Fabio responderão por homicídio doloso triplamente qualificado.

Anúncios

Um comentário sobre “Black Blocs que mataram Santiago Andrade vão a julgamento hoje

Deixe uma resposta