Imóvel para o Instituto Lula foi comprado com dinheiro sujo da Odebrecht, apontam peritos

De acordo com um laudo divulgado pela pericia técnica da Polícia Federal, constante nos autos da Operação Omertà, a 35ª fase da Lava-Jato deflagrada hoje, a hipótese de que o imóvel da rua Dr. Haberbeck Bradão, 178, foi adquirido para funcionar como nova sede do Instituto Lula está confirmada.

De acordo com O Antagonista, os peritos também identificaram a participação direta de Roberto Teixeira, José Carlos Bumlai e Marcelo Odebrecht nas negociações para compra do imóvel. Teixeira, para quem não sabe, é um dos advogados de defesa de Lula.

Abaixo, um trecho do laudo:

uploads%2f1474902537526-analiseil

Anúncios

2 comentários sobre “Imóvel para o Instituto Lula foi comprado com dinheiro sujo da Odebrecht, apontam peritos

Deixe uma resposta