Justiça afirma que Russomanno mentiu. Candidato é obrigado a tirar propaganda do ar. 

Conforme o Valor Econômico, a coligação da candidata do PMDB à Prefeitura de São Paulo, Marta Suplicy, obteve liminar na Justiça Eleitoral para tirar do ar uma propaganda de Celso Russomanno, na qual a peemedebista é acusada de ter feito “uma montagem rasteira” para denegrir a imagem dele. A propaganda afirmava que Marta havia sido “punida pela Justiça” pela suposta montagem.

“Entretanto, não há notícia de que esta Comissão de Fiscalização de Propaganda Eleitoral tenha punido as representantes [coligação de Marta] em decorrência de ‘montagem rasteira’ em propaganda eleitoral, com o fito de atacar o representado [Russomanno]”, escreve o juiz.”Conclui-se, portanto”, continua, “que a assertiva contida na propaganda aqui impugnada caracteriza fato sabidamente inverídico”.

Agora Russomanno precisa se defender. Caso não consiga fazê-lo, ele provavelmente terá de ceder ainda um direito de resposta a Marta.

Marta e Russomano estão em fase de “briga de foice”, uma vez que ambos estão empatados para ver quem vai para o segundo turno contra Doria.

Anúncios

2 comentários sobre “Justiça afirma que Russomanno mentiu. Candidato é obrigado a tirar propaganda do ar. 

Deixe uma resposta