Jurista pró-PT, Lênio Streck tenta trucar Moro e toma uma lacrada humilhante

O jurista pró-PT Lenio Streck tentou constranger o juiz Sérgio Moro fazendo uso de uma narrativa confusa, mas que fez relativo sucesso entre a militância do partido.

Streck disse: “Sentença proferida por Sérgio Moro no caso Bumlay: Alegações finais da defesa entraram dia 14. Conclusão ao juiz as 7h52min do dia 15. Sentença de 160 páginas dois minutos depois, as 7h54min. Bingo! Será necessário dizer algo? Há anos aviso que o solipsismo judicial acabaria com o direito. E a dogmática jurídica tradicional foi conivente. Quem esteve no Ibcrim do ano passado e assistiu minha palestra sabe do que estou falando! O Estado Democrático de Direito está em risco. Exceção em cima de exceção. Tudo em nome de argumentos finalisticos. A moral predou o direito. E com apoio de grande parte da comunidade jurídica. Os juristas estão canabalizando o direito! Isso não vai terminar bem!”

Não demorou para Streck tomar uma lacrada do juiz Sérgio Moro, que o finalizou com a elegância e a contundência necessária.

Leia a resposta de Moro, conforme trazida pelo Antagonista: “Vale esclarecer os fatos ao jurista Lenio Streck. A ação penal 50615785120154047000 foi conclusa para sentença em 13/08/2016. Em 09/09/2016, sentença ja em elaboração, baixei em diligência para juntar cópia faltante do acordo de Nestor Cerveró e a bem da ampla defesa. Todos já sabiam do acordo mas era relevante a juntada do documento faltante. Foi então concedido prazo as partes para querendo complementarem suas alegações finais. Apenas ratificaram suas alegações, o que fizeram até 14/09/2016, sem nada inovar nas alegações anteriores. Em 15/09/2016, foi então prolatada a sentença. O registro da conclusão foi apenas para permitir o lançamento da sentença no sistema. Críticas são bem vindas a qualquer atuação de agentes públicos. Mas convém que os fatos sejam relatados como aconteceram e não com com distorção do ocorrido. Do contrário parece má-fé, o que imagino que não deve ter sido a intenção do jurista em questão.”

Visivelmente constrangido, Streck ainda tentou rebater, dizendo: “Ora, se as partes ‘apenas’ ratificaram, no que se explica que a sentença estivesse pronta mesmo antes da apresentação das ratificações?”. Mas o jurista pró-PT não citou nenhuma lei falando sobre linhas de tempo em que as sentenças devem ser preparadas.

Streck ainda tentou: “Desculpem, mas uma decisão – mormente de 160 laudas – não pode ser colocada como pronta horas depois das ultimas alegações. No mínimo, não pega bem. Só isso”.

Esse é outro deslize gravíssimo de Streck, que não pode apresentar objeções jurídicas com narrativas como “não pega bem”. Ou Streck apresenta qual legislação violou ou não apresenta. Na verdade, não há nada de errado em apresentar uma sentença minutos depois das últimas alegações, desde que essas alegações nada tenham acrescentado de novo. Em resumo: Streck não tem nada contra Moro.

Streck ainda faz uma última tentativa: “E nada disso altera o estado das coisas acerca de que como o direito de defesa tem sido tratado! Doutor encerrada a questão!”.

Em realidade, isso altera toda a questão, demonstrando a objeção de Streck como inteiramente inválida. De fato a questão se encerrou, em favor do juiz Sérgio Moro.

Anúncios

54 comentários sobre “Jurista pró-PT, Lênio Streck tenta trucar Moro e toma uma lacrada humilhante

    1. To cansado de bandido ter ódio do juiz! Deveria ter tortura pública contra esses canalhas apátridas! Uma horda de sacripantas com um osso carnudo nas mãos, que não largam de jeito nenhum.

      1. Rogério Carvalho, não precisa ser de esquerda para perceber que Moro se tornou um juiz marginal, por vem agindo à margem do direito, tanto que na último audiência para ouvir as testemunhas contra Lula, ele levou vários puxões de orelha dos juristas advogados que defendem Lula da perseguição de Moro. Este como de costume disparou a fazer indagações fora dos termos da denúncia, e por isso foi chamado a responsabilidade. Bem feito prá Moro!

    2. DE QUE ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO ESSE JURISTA PETISTA ESTÁ FALANDO? DO ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO ONDE O GOVERNO CORRUPTO DO PT GANHOU QUATRO ELEIÇÕES AS CUSTAS DE MENSALÃO, PETROLÃO E ELEIÇÃO COM APURAÇÃO SECRETA? O EX PRESIDENTE DO TSE E EX ADVOGADO DO PT DIAS TOFFOLI ORGANIZOU UMA ELEIÇÃO COM APURAÇÃO SECRETA E IMPEDIU O POVO BRASILEIRO DE ACOMPANHAR A APURAÇÃO DOS VOTOS.. ELEIÇÃO COM APURAÇÃO SECRETA É GOLPE CONTRA A DEMOCRACIA ISSO NÃO TEM NADA A VER COM ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO MUITO MENOS CRITICAR O TRABALHO DE UM SERGIO MORO.. VAI TE CATAR JURISTA PETISTA

      1. Marcos, os país entregue a uma organização criminosa e você aí escrevendo bobagem. Você não entende nada de direito, pois se tivesse um pouquinho de noção não escreveria tamanhas asneiras. Vai estudar seu asno ignorante!

    3. Petismo, mais do que o esquerdismo em si mesmo, é uma doença. E lulopetismo deve ser considerado o estágio final dessa doença. Com o devido tempo e a devida paciência dos seus potenciais interlocutores, seus portadores deixarão de existir. Enfim, essas doenças devem ser tratadas como são, não devendo, pois, ser conhecidas, reconhecidas, muito menos respondidas ou argumentadas, como se fossem algo que merecesse resposta. O que se deve fazer em relação a qualquer petista, pois, é recomendá-lo a um psiquiatra, ou sugerir que ele mesmo o faça, se lhe sobrar um pingo de lucidez [o reconhecimento da doença é o primeiro passo para a cura]. Discutir com pessoas adeptas desse viés, por mais letradas, cultas ou inteligentes que sejam, ou pareçam ser, representará, por conseguinte, um inútil exercício de retórica argumentativa, como se você estivesse discutindo com uma parece. Você discute com paredes?

  1. Já li que comunista é portador de sociopatia.´Por isso Stálin matou milhares de opositores na Russia.Na China,prisões em massa e atraso econômico e cultural.A fome e tortura na Coréia do Norte.O sofrimento do povo cubano que se torna conhecido com os estertores mortais do comunismo em Cuba.Isto explica as imbecilidades de muitos advogados petistas!

  2. Justiça está partidarizada?! (Será!?). Acho que não.
    Dizem, não sei, que Aécio é penta em delações! (Será?) E não aconteceu nada! Será que foi mentira?
    As conduções coercitivas na lava-jato foram feitas com base no art.218 do CPP? (Será?)
    “Art. 218. Se, regularmente intimada, a testemunha deixar de comparecer sem motivo justificado, o juiz poderá requisitar à autoridade policial a sua apresentação ou determinar seja conduzida por oficial de justiça, que poderá solicitar o auxílio da força pública.”

    A direita está ocupando o espaço que sempre foi dela e da elite, (Será?!)

  3. Eles não estão dormindo. Acordam todos os dias no meio da noite assustados ouvindo a voz do japonês batendo na porta. Ahro, Ahro, Ahro…Polícia Federal, vamos dar um voltinha???

  4. Como alguém se diz jurista mas não tem argumento jurídico algum para questionar os fatos?
    Parece que está pago para defender causa de bandido…
    A distância entre bandido e “jurista” é sempre pequena…

  5. Rotular advogado é muito fácil ultimamente, principalmente para aqueles que querem que a ampla defesa seja aniquilada. Ocorre que pelo menos uma vez na vida “esses” vão precisar de um advogado e uma defesa realmente técnica. Vão procurar quem? MORO?

  6. É assim que noticiam o questionamento jurídico? FlaxFlu nessa joça é pouco.

    Ou não conhece o Direito, ou pouco faz da Política. Se conhece um e valoriza o outro, o texto foi rasteiro propositalmente. O que te deixa ombro-a-ombro com qualquer canalha preso em Curitiba.

  7. Que o Juiz Moro traga a está jovem guarda de juristas a justiça de forma , menos cega, a qual os colarinhos brancos corruptos e políticos mafiosos comi Lula Dilma e outros vão para a cadeia, só assim iremos ter políticos mais corretos, nada como o medo da cadeia para acabar esse sentimento de ” agora que sou eleito vou ficar milionário “

  8. Na verdade, só quem trabalha no Judiciário sabe como funciona o lançamento dos andamentos processuais nos sistemas eletrônicos de consulta. Esse “jurista” Não passa de jurista. Jamais deverá o que é ser juiz Federal… principalmente num caso com tamanha repercussão mundial.

  9. Gostaria de saber desde quando um jurista que questiona e crítica decisões judiciais ou a aplicação do direito é a favor ou contra algum partido?
    É uma tremenda ignorância taxar Lenio Streck de pró-PT. Com certeza não leram bulufas da obra dele, que sempre buscou refletir sobre o direito, Constituição, hermenêutica, decisão judicial e aplicação do direito (apenas para citar alguns temas). Sempre foi muito crítico, independente dos personagens envolvidos. Basta ler seus textos por ai. E gostando ou não dele, é preciso admitir que nessa questão ele estava correto. Oras, gostaria de saber se os autores do texto e dos comentários fossem condenados com uma sentença feita em cerca de 2 (duas) horas após a conclusão para o juiz? Aí seria bom? Contra o inimigo tudo pode? O direito de defesa pressupões que o juiz ouça todas as manifestações das partes e apenas depois decida o caso, sem elaborar pré-conceitos. Independente se as alegações finais foram apenas repetição do já alegado no processo, o mínimo que o juiz deveria fazer era esperar a sua apresentação e após decidir, o que certamente não poderia ter sido feito em 2 horas! Repito: e se fosse com você?! O problema são os reflexos disso.
    E mais: não precisa haver uma lei dizendo em quanto tempo uma sentença deve ser prolatada! O direito não cabe apenas na lei. Está contido em princípios, princípios que devem ser seguidos por qualquer juiz.
    Poxa vida, completa falta de seriedade jornalística. E é um site que se diz em prol da liberdade. Que liberdade? Apenas para as pessoas de seu partido. As reportagens rotineiras já assinalam qual o lado do site. Ainda bem que o problema do Brasil é só o PT e os “socialistas”. Agora vai! Com Temer, vamos avançar! Busquem um pouco mais de informações quando forem escrever sobre determinada pessoa.

  10. Como essa gente tem a nítida intenção de prejudicar o povo brasileiro, dengrindo, criando dúvidas, gerando polemicas sobre as decisões do juiz que trata do assunto, essa raça não esta nem aí como nunca esteve com os interessa do povo brasileiro, pecisamos colocar esses criminosos na cadeia, sejam eles quem for, se for o próprio atual presidente, tem provas de crime, tem que ir preso. …essa quadrilha do PT ACABOU COM O BRASIL. .CHEGA DESSA RAÇA RUIM NOCIVA AO PAÍS

  11. Acho que o jurista não entendeu. Em sua resposta juiz Sérgio Moro deixa claro que “… A ação penal 50615785120154047000 foi conclusa para sentença em 13/08/2016. Em 09/09/2016, sentença ja em elaboração(…) ou seja, a sentença estava sendo elaborada a quase um mês, pelo menos.
    Num processo tão complexo não se pode crer que uma sentença ou decisão não venha sendo esboçada ao longo do tempo até que seja ao final corrigida ou modificada.

    1. Ser advogado e defender o estado de direito, não pode ser confundido como como defensor do crime, sou advogado mas precisamos deixar de ser cegos e hipócritas a tal ponto, desconhecendo a roubalheira institucionalizada no poder independente de partido.

  12. Três gerações serão necessárias para que todo este ranço ideológico semeado pelos petistas sejam limpos e esclarecidos perante a opinião pública. Triste ver pessoas esclarecidas apaixonadas por ladrões corruptos.

  13. Parabéns Jornal Livre pelo excelente trabalho.
    Só uma sugestão, o termo “Lacrou”, tem sido usado com exagero nas matérias, com todo respeito, está demais, além de ser verbete corrente no vocabulário esquerdista.
    Um abraço, parabéns pelo trabalho.

  14. Jurista?? Como alguém que ainda defende esse partido, uma corja de corruptos, ladrões e incompetentes, pode ser chamado de jurista? É, no máximo, um advogado de porta de cadeia tentando arregimentar clientes para ferrar com seus patrões.

  15. Sergio Moro a minha oração a Deus é que Ele te proteja. O Senhor te deu inteligência e perseve até o fim, colocando na cadeia esses ladrões disfarçados de bons políticos. Nunca se acovarda. Seja valente. Você é um orgulho. Honre a nossa bandeira: ordem e progresso.

  16. Os que arrombaram o Brasil podem espernear e tentar colocar o Sr. Dr. Juiz Sérgio Moro, ( este sim é Doutor, e não estes petralhas corruptos) em posição de igualdade com eles, mas não vão conseguir. Este Juíz tem o apoio incondicional da parcela da população brasileira que não aguenta mais estes encantadores de burros. Cadeia neles. E depois desta fase, vamos atacar as mordomias destes políticos que estão sugando as riquezas deste País. Aposentadoria, salários, e benesses que não fazem por merecer. Aguardem.

  17. Resumindo: Foi levado ao erro por premissas falsas que ele mesmo criou e, após a declaração do Moro, baseada em fatos (e não em retórica de botequim), anuncia a questão por encerrada, pois lhe faltam argumentos desde o princípio; e não contente ainda muda o assunto para, pasmem, criticar a celeridade do Judiciário (o famoso desvio de Schopenhauer, numa tentativa de criar uma nova discussão para esconder sua falha).

    Aí as strecketes, não satisfeitas, questionam: por que a sentença foi emanada tão rapidamente (nessa voz que você imaginou mesmo)? Porque, para a tristeza dos advogados “garantistas”, aqueles mesmos que nunca leram Luigi Ferrajoli (ou seus textos mais recentes) e clamam pela manutenção de um processo penal que garanta a prescrição, o magistrado, em vez escrever poemas ou ver o que estão comentando dele no facebook, nesse caso resolveu analisar todo o processo no ínterim para prolatar a sentença com agilidade. E as strecketes, na onda do desvio do seu amo, retrucam: como ele sabia que as alegações seriam apenas reiteradas? A resposta é simples – ele não sabia. Se não fosse o caso, a sentença seria prolatada em momento posterior a sua consideração.

    Amam o Moro e não sabem (o tal ato falho de Freud), mas apenas na parte que lhes interessa – a MOROsidade.

  18. Que texto fraco… O autor certamente não tem a menor noção de Direito, e se mete a tecer comentários irônicos, sendo que a boa ironia exige inteligência.

    Não é preciso que haja uma lei a dizer exatamente tudo o que pode, ou não, ser feito pelo juiz na condução processo. O Brasil se funda em uma Constituição, e esta garante o direito à ampla defesa, ao contraditório e ao devido processo legal. Corolário destes é a obrigatoriedade de o juiz: conceder oportunidade pra defesa se manifestar; ler as manifestações; e considerá-las na sentença, ainda que para refutar TODAS. É o que basta para demonstrar o porquê do incômodo com a rapidez da sentença: fica claro que ele não leu as alegações finais.

    Quanto às alegações finais terem ratificado os termos da defesa à acusação, nada mais comum. Pra quem não sabe, as “alegações finais” – em que pese o nome não sugerir isso – é a peça mais importante da defesa. Isto, pois é protocolada ao final da instrução, quando todas as provas já foram produzidas. É então o momento para o advogado rebater a acusação com base em todo o arcabouço probatório. É comum que haja ratificação dos argumentos da defesa já apresentados, pois mudar as teses nesta hora, embora seja lícito, dá a impressão pro juiz de que o advogado perdeu seus argumentos face às provas.

    Enfim, Moro vacilou por ter começado a escrever a sentença antes das alegações finais, e mais ainda por ter deixado claro que foi isso que ele fez. Fora este caso isolado, o juiz segue fazendo um bom trabalho. Que Deus o ilumine!

  19. Entre a formação do Dr. Moro, e do Sr. Lênio, cria do PT, pela simples critica afoita e sem compromisso com a melhor verdade, sou plenamente a Favor do Ilustríssimo e corretíssimo Dr. Moro. Este merece o meu maior respeito e de todo o Povo Brasileiro que sabe finalmente com quem estamos lidando.

  20. Que texto mais pobre e desconjuntado, se quer distorcer as falas do jurista que tenha ao
    Menos argumentos decentes, cole toda as falas infeliz e não os pedaços, ao menos a matéria da carta capital parece mais jornalismo que esse textinho de blog. Lênio está anos luz deste, deste falso deus moro!

  21. Já tive aula com ambos, com o Juiz Sergio Moro na Esmafe-PR ele era muito além do que nós alunos poderíamos aproveitar, preparava a aula com julgados americanos, etc até mesmo casos da Índia, era um exagero de cultura para recém formados. Já Lênio Streck tive aula na pós graduação na ABDCONST em Curitiba, arrogantão dava aula enchendo linguiça com o tal Jurgen Habermas, sinceramente não fez falta.

Deixe uma resposta