Desinfestação: Laerte Rímoli começa a reestruturar a EBC

Tal como se lê no Diário do Poder, o novo presidente da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Laerte Rimoli, realiza reestruturação na empresa, que havia sido loteada pelo governo dos ex-presidentes bolviarianos Lula e Dilma Rousseff. Reduzindo o aparelhamento e apadrinhamento petista, Laerte demitiu 30 funcionários em Brasília, Rio de Janeiro e em São Paulo.

Entre os exonerados, encontram-se o diretor de programação Albino Castro, a chefe de gabinete Cláudia Feher, a assessora da Presidência Flavia Cruvinel, o gerente da Diretoria de Conteúdo e Programação Leopoldo Nunes, o superintendente executivo de Comunicação, Marketing e Negócios Rodrigo Dindo e o editor-chefe e apresentador do Repórter Brasil Guilherme Menezes.

A diretoria de Jornalismo, em Brasília, permanece com Lourival Macedo. Ana Maria Simões Passos foi nomeada por Rimoli para assumir a coordenação do Núcleo de Programas Especiais da TV, no lugar de Carina Dourado, que virou correspondente na Bahia. Eles se reportam à diretora-geral Christiane Samarco. Ademais, foram contratados José Wilson Ibiapina e Luiz Recena, para a assessoria da Presidência; e Fernando Luz de Azevedo, para a Chefia de Gabinete.

Rimoli substitui o petista Ricardo Melo, nomeado pela ex-presidente Dilma Rousseff. Melo foi exonerado em maio, quando o presidente Michel Temer assumiu durante o processo de impeachment. O petista chegou a voltar ao comando da EBC por meio de uma liminar do STF, mas deixou o cargo depois da decisão provisória ser revista pelo ministro Dias Toffoli. A decisão de Toffoli foi tomada após a edição de Medida Provisória que modificou a estrutura da empresa, extinguindo o Conselho Curador e dando plenos poderes ao governo para exonerar e nomear o presidente da EBC.

Anúncios

Um comentário sobre “Desinfestação: Laerte Rímoli começa a reestruturar a EBC

Deixe uma resposta