Registro em agenda oficial destrói argumentos petistas contra pedido de prisão a Mantega

A prisão do ex-ministro petista Guido Mantega provocou grande alvoroço entre os defensores do Partido dos Trabalhadores. Ao longo de todo o dia, muito foi dito pela militância e por formadores de opinião ligados ao partido sobre a ausência de motivos que justificassem a prisão. No entanto, o MPF tinha justificativas muito convincentes para amparar o pedido.

O empresário Eike Batista havia entregue aos investigadores a agenda oficial do ex-ministro da Fazenda, comprovando que esteve com ele em 1º de novembro de 2012 ao meio-dia. Os dois se encontraram no Ministério da Fazenda. Tudo devidamente documentado.

Para causar ainda mais constrangimento aos petistas, o encontro em que Guido pediu propina aconteceu duas horas após Mantega ter se reunido com a então presidente Dilma Rousseff no Palácio do Planalto.

Anúncios

2 comentários sobre “Registro em agenda oficial destrói argumentos petistas contra pedido de prisão a Mantega

  1. Se fosse o Juiz e tomasse conhecimento da verdade, mandaria prender esse senhior por tempo indeterminado e a esposa também, afinal Bunlai com câncer e tudo não foi preso?????

Deixe uma resposta