Eike Batista delatou Mantega: ex-ministro teria pedido R$ 5 milhões para o PT

Eike Batista, ex-presidente do Conselho Administrativo da OSX, prestou depoimento ao MPF recentemente. Segundo a força-tarefa da Lava-Jato, Batista deu a eles uma informação crucial.

Em 1 de novembro de 2012, ele recebeu pedido de um então ministro e presidente do Conselho de Administração da Petrobrás, para que fizesse um pagamento de R$ 5 milhões, no interesse do PT. Naquele ano, o presidente do Conselho de Administração era Guido Mantega. O ex-ministro foi preso.

Conforme o MPF, para poderem operar o repasse da quantia, Eike foi procurado para firmar um contrato ideologicamente falso com uma empresa ligada a publicitários já denunciados na Operação Lava-Jato. Após uma primeira tentativa frustrada de repasse em dezembro de 2012, em 19 de abril de 2013 foi realizada transferência de US$ 2.350.000,00, no exterior, entre contas de Eike Batista e dos publicitários.

A Operação Arquivo X, 34ª fase da Lava Jato, mira no ex-ministro Guido Mantega e em executivos das empresas Mendes Júnior e OSX Construção Naval S.A., assim como representantes de empresas por elas utilizadas para o repasse de vantagens indevidas.

 

Anúncios

Um comentário sobre “Eike Batista delatou Mantega: ex-ministro teria pedido R$ 5 milhões para o PT

Deixe uma resposta