Para evitar vaias a Dilma, Jandira negociou salvo conduto com líderes comunitários de conjunto habitacional

A nova cabo eleitoral de Jandira Feghali não está tendo vida fácil. Na esperança de obter um cargo na improvável administração da comunista, Dilma Rousseff tem se desdobrado em diversos compromissos da campanha de Jandira.

No entanto, a ex-presidente da República conta com grande impopularidade, sobretudo entre os mais pobres. O legado de Dilma no governo – 12 milhões de desempregados, inflação e escândalos de corrupção, fez com que ela deixasse a presidência com mais de 705 de rejeição. E isso se reflete no tratamento pouco amistoso dispensado a ela pelo povo.

Além de ser vaiada em atos públicos, Dilma também não é queria pelo povo. Para que pudesse participar da campanha de Jandira, um esforço extra foi necessário: Jandira teve que negociar com os líderes comunitários um salvo conduto para que Dilma não fosse vaiada pelos moradores do conjunto habitacional Minha Casa, Micha Vida localizado na zona oeste do Rio, onde Dilma e Jandira gravaram propaganda. As informações são de O Globo.

Além disso, foi armado um esquema especial de segurança para proteger a petista. A encenação foi fabricada para transmitir a ideia de que Dilma ainda é querida pelo povo, induzindo o eleitor a acreditar que este apoio representa um diferencial para Jandira. O esforço ainda não se refletiu nas pesquisas, que mostram Jandira nas últimas colocações com apenas 8%.

Anúncios

3 comentários sobre “Para evitar vaias a Dilma, Jandira negociou salvo conduto com líderes comunitários de conjunto habitacional

  1. Com esse cabo eleitoral Jandirão comuna vai ser a última colocada, e merece e não seá mais eleita deputada porque vai acabar a sacanagem das urnas, e sem isso não tem voto…..

Deixe uma resposta