Deltan volta a defender a denúncia contra Lula

O procurador do Ministério Público Federal Deltan Dallagnol voltou a defender a denúncia contra o ex-presidente Lula, antecipada por ele na quinta-feira passada em coletiva a imprensa. Ao antecipar que as investigações conduzidas pela força-tarefa da Operação Lava Jato haviam identificado o petista como o grande chefe do esquema criminoso operado pelo Partido dos Trabalhadores na Petrobras, Deltan se tornou alvo de petistas e formadores de opinião ligados a esquerda.

Justificando suas posições, o procurador afirmou: “Se denunciasse rapidamente antes de aguardar ter provas suficientes, a força-tarefa da Lava Jato seria taxada de seletiva e inquisitória. Já se aguarda pacientemente a oportunidade correta para denunciar, enquanto produz as provas necessárias, está perseguindo o ex-presidente sem nunca achar nada.”

Para Deltan, a publicidade é essencial justamente por se tratar de um ex-presidente da República. Para ele, isso justifica o ato de mostrar as evidencias colhidas (expressas na apresentação PPT utilizada pelos investigadores), para que não haja dúvida sobre a lisura dos investigadores.

 

Anúncios

Deixe uma resposta