Bancado com verbas estatais, filme de Duvivier é tremendo fracasso de bilheteria

Apesar de estar nos cinemas há poucos dias, o novo filme de Gregório Duvivier já registra o fracasso da bilheteria. Nem mesmo a forçada divulgação feita em um artigo para a Folha de São Paulo, na semana passada, ajudou o humorista a se dar bem. O filme levou apenas 72 mil espectadores no fim de semana em todo o país.

Para se fazer uma comparação, o filme “Pets – A vida secreta dos bichos”, levou no mesmo fim de semana mais de 355 mil pagantes, mesmo estando em sua quarta semana em cartaz. “Esquadrão Suicida”, que está há quase dois meses nos cinemas, registrou 96 mil espectadores também no último fim de semana.

Outro filme brasileiro que também deixou Gregório para trás foi “Um Namorado para Minha Mulher”, que neste fim de semana registrou 83 mil pagantes, sendo que já está em cartaz há quase três semanas.

Claro que isso não afetará as finanças de Gregório. “Desculpe o transtorno” recebeu R$ 5,4 milhões de verbas federais e ainda recebeu patrocínio do governo de São Paulo. Ou seja, o garoto rico do Leblon não precisou desembolsar dinheiro para o filme.

Anúncios

5 comentários sobre “Bancado com verbas estatais, filme de Duvivier é tremendo fracasso de bilheteria

  1. Não assisti nem Aquarius, nem Desculpe o transtorno. Também, não compactuo com a desonestidade ideológica da esquerda brasileira e de seus soldadinhos da corrupção monopolistas das virtudes humanas. Agora, 72 mil expectadores para um filme brasileiro em um único fim de semana é um número bom para caral@#$! Eles provavelmente devem estar comemorando o sucesso.

  2. Aos advogados e juristas leitores da página juridicamente tem como exigir ressarcimento aos cofres publicos deste pilantra e aos responsáveis por permitir essa sangria ?

  3. O imposto da gente deveria ser seletivo.
    Um projeto desses, pago com imposto de eleitores socialistas. Deixar o meu imposto para isso em escolas e saúde.
    País triste esse. Enquanto o mundo fugia do socialismo, nós flertávamos com ele. Espero que consigamos superar esta época, mas que nunca nos esqueçamos do que vivemos.
    Fora PT, PSOL, e outros.
    Fora Lula, Dilma, Duvivier e outros Chicos Buarques da vida

Deixe uma resposta