Janot também lacra: Lula quer tumultuar investigações

Conforme diz o Diário do Poder, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, afirmou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tenta tumultuar as investigações sobre sua denunciada participação no esquema criminoso da Petrobrás.

A crítica está em parecer enviado ao STF na última sexta. Ali Janot contesta argumentos da defesa do petista para suspender inquéritos que tramitam na 13ª Vara de Curitiba, sob responsabilidade do juiz Sérgio Moro, e na 10ª Vara Federal de Brasília.  Janot cita palavras do ministro Teori Zavascki (relator da Lava Jato no STF) de que apresentado “diversas tentativas” no sentido de “embaraçar as apurações” da operação. Na última quarta, Teori afirmou ter usado uma expressão inadequada e determinou que “embaraçar as apurações” fosse retirado do texto original.

A defesa de Lula, como sempre, diz que todos os procuradores e juízes “usurpam” sua competência. Por exemplo, na reclamação ao Supremo, o advogado Cristiano Zanin alega que Moro, portanto, “usurpa” competência da Corte superior, única jurisdição que deveria tratar dos casos.

“A investigação no Inquérito 3.989 é, exclusivamente, quanto aos fatos que caracterizam o crime de organização criminosa, e não os eventuais crimes cometidos no âmbito dessa organização. Parece que o agravante não compreende essa questão técnica. Ou, se compreende, fica nítido seu intuito de gerar tumulto”, escreveu Janot.

O procurador afirma que, numa outra reclamação, a defesa de Lula já havia apresentado os mesmos argumentos e que a tese de “usurpação de competência” fora rejeitada pelo Supremo. “Efetivamente, tem absoluta razão o relator: essa ‘reclamação constitui mais uma das diversas tentativas da defesa de embaraçar as apurações”, disse Janot no parecer, evocando as palavras de Teori.

Anúncios

2 comentários sobre “Janot também lacra: Lula quer tumultuar investigações

Deixe uma resposta