Delcídio enterra Lula e Dilma: em delação, afirma que sabiam de tudo desde o início

No curso do depoimento de Delcídio do Amaral, o procurador Januário Paludo, da Lava Jato, o questionou se desde o início do primeiro governo petista já estava estava claro que a função dos diretores indicados pelo PT para a Petrobras era arrecadar dinheiro para benefício próprio e para o fundo partidário.

O ex-senador balançou a cabeça afirmativamente.

O procurador, então, questionou: “E isso era sabido por quem?”

“Neste início, doutor Januário, isso era muito restrito, era pouco, era um grupo muito pequeno que tinha conhecimento disso ou que tinha ação sobre esse processo. Por quê? Porque praticamente a diretoria inteira da Petrobras era ‘puro sangue’, era tudo PT. Era uma coisa muito restrita à estrutura maior partidária e, claro, à própria Presidência da República, o presidente Lula, e, evidentemente, à ex-presidente Dilma, que era ministra de Minas e Energia e, até pelo perfil dela, esse processo passava por ela também […] Então, era o PT, o Ministério de Minas Energia e o presidente Lula”.

Anúncios

2 comentários sobre “Delcídio enterra Lula e Dilma: em delação, afirma que sabiam de tudo desde o início

  1. Isso é uma vergonha falta respeito com as crianças e a nossa família não aceito isso diante tantas coisas Boa pra se fazerem colocar umas crianças tocar em um homem nu canalhas vagabundos emboscado crianças e adolescentes

Deixe uma resposta