Venezuela deve decidir se é uma civilização ou não para ficar no Mercosul

A Venezuela entrou para o Mercosul por influência do governo brasileiro, isso ainda nos anos de Lula como presidente. O objetivo, supostamente, era “moderar” o ímpeto dos líderes bolivarianos e acomodar o chavismo em um ambiente democrático. Na prática, obviamente isso foi algum tipo de acordo entre Chávez e Lula.

Ainda que o objetivo teórico e nobre fosse verdadeiro, de qualquer forma ele fracassou. A Venezuela já estava ruim nas mãos de Hugo Chávez, mas sua situação se agravou ainda mais com Nicolás Maduro. A crise venezuelana é mais do que econômica: é uma crise humanitária. Além dos efeitos nefastos de uma economia socialista, o país passa por uma ditadura socialista.

O governo de Maduro tem sido acusado de perseguir opositores políticos, há até a suspeita de que tenha assassinado alguns. Além disso, a Polícia Nacional Bolivariana já foi usada para atacar, com armas letais, parte da população que se manifestou contra o governo. A censura na imprensa e nos meios de comunicação também é outro problema enfrentado.

Os líderes do Mercosul deram alguns meses para que o país se mostre recuperação, para que mostre que pode ser uma nação civilizada. Do contrário, sairá do bloco.

Anúncios

2 comentários sobre “Venezuela deve decidir se é uma civilização ou não para ficar no Mercosul

Deixe uma resposta