Seletividade? STF levou 32 dias para remeter Lula a Sérgio Moro. Com Cunha, foram 3 dias

Após as denúncias feitas pelos procuradores do Ministério Público Federal contra o ex-presidente Lula, uma das perguntas mais repetidas entre a sociedade brasileira é a razão pela qual a Polícia Federal ainda não prendeu o petista. O motivo é técnico: ao longo do processo, o Supremo Tribunal Federal e da Procuradoria Geral da República atrasaram o andamento da investigação.

Quando começou a Operação Lava Jato, Eduardo Cunha possuía foro privilegiado garantido pelo mandato de deputado federal. Lula era cidadão comum. No entanto, ao longo do processo houve grande zelo por parte do STF e do procurador Rodrigo Janot em fazer andar o caso de Cunha. O ex-presidente da Câmara foi rapidamente indiciado e transformado em réu. Se não houvesse cometido quebra de decoro ao mentir para os colegas sobre sua conta na Suíça, Cunha provavelmente estaria agora as voltas com o STF. O STF queria julgar rapidamente o caso de Cunha, uma rapidez que pode ser considerada recorde para a corte.

Lula por outro lado, só foi adquirir foro privilegiado no dia 17 de março. A jogada para obstruir a justiça custou o mandato de Dilma Rousseff, que viu a revolta popular pressionar o Congresso pelo impeachment. Lula perdeu o foro privilegiado em 12 de maio de 2016, com o afastamento de Dilma pelo Senado. Apesar disso, o STF só remeteu a Sérgio Moro as investigações que atingiam o petista em 13 de junho de 2016.

Foram 32 dias. Apesar das diversas manobras utilizando o regimento interno da Câmara para adiar o processo de cassação, Eduardo viu o STF enviando o seu processo para o juiz Moro apenas 3 dias após a perda do mandato. Detalhe: em ambos os casos, a decisão foi tomada pelo relator do processo, o ministro Teori Zavascki. Tudo fica ainda mais escandaloso se Cunha for comparado a Renan Calheiros, que tem 12 inquéritos aguardando a apreciação do STF. Por conta desses casos nebulosos, o STF aparece com grande descredito nas pesquisas de opinião pública.

Anúncios

6 comentários sobre “Seletividade? STF levou 32 dias para remeter Lula a Sérgio Moro. Com Cunha, foram 3 dias

  1. É realmente lamentável que ministros da alta corte ainda não tenham entendido o desejo do povo brasileiro, que é única e exclusivamente Moralizar este País.
    Não nos interessa se é A, B ou C, se estão errados, se cometeram algum delito, devem ser julgados o mais rápido possível. Será que algum ministro deve algum favor a algum político ainda não julgado? Por que existem processos engavetados?
    Pergunta que não quer calar, mas que o povo quer a resposta.

Deixe uma resposta