Petistas fracassam ao tentar acordo com Waldir Maranhão para melar CPI da Lei Rouanet

Mais cedo, o Partido dos Trabalhadores tentou articular um acordo para melar os trabalhos da CPI da Lei Rouanet. Os petistas tentaram emplacar o deputado Vicente Cândido como relator da CPI em manobra com o primeiro vice-presidente da Câmara Waldir Maranhão (PP-MA).

O acordo fracassou, já que o colegiado elegeu como presidente da Comissão o deputado Alberto Fraga (DEM-DF), que deve indicou para a relatoria o deputado Domingos Sávio (PSDB-MG). O deputado Sávio já afirmou que não pretende fazer concessões em seu parecer.

“A empresa é um parceiro no processo, mas o dinheiro que a empresa repassa é o dinheiro que ela teria que pagar de impostos, então é uma injeção na veia da cultura, e é muito bom que se faça isso, só que quando se faz isso de maneira ilícita é a mesma coisa que desviar dinheiro público, é corrupção, é roubo”

O deputado Vicente Candido é dirigente da CBF, e já foi acusado de obstruir a convocação da Globo na CPI da Máfia dos Esportes. Ele também é sócio do atual presidente da CBF Marco Polo Del Nero, acusado de corrupção e lavagem de dinheiro. Marco Polo é procurado pela Interpol e não pode sair do país. Vicente Candido também é aliado do ex-presidente do Corinthians Andrés Sanchez e foi funcionário do bilionário russo Boris Berezovsky, também acusado de atividades mafiosas.

Anúncios

Deixe uma resposta