Haddad tentou enrolar o público ao dizer que seus antecessores pedalaram, menos ele

Para tentar desfazer a imagem negativa do partido e jogar a pecha de “golpistas” em seus adversários, o prefeito Haddad alegou que todos os ex-prefeitos recentes de São Paulo praticaram as tais “pedaladas fiscais”, e que ele não. Contudo, o candidato a reeleição foi pego de calças curtas. Ao mencionar as gestões a partir de Celso Pitta, Haddad provou sua enorme desonestidade, e é fácil provar.

Pitta terminou seu mandato em 2000, o mesmo ano em que a Lei de Responsabilidade Fiscal foi aprovada, ainda na gestão FHC. Deste modo, é impossível que ele tenha violado a tal lei, uma vez que ela entrou em vigor já na metade de seu último ano como prefeito.

Haddad, ainda, citou os prefeitos que vieram depois, como José Serra, Marta Suplicy e Gilberto Kassaby. Contudo, esta é outra mentira. As tais pedaladas que supostamente teriam sido feitas no período jamais poderiam ser de responsabilidade da prefeitura, uma vez que o banco público que existia em São Paulo era o Banespa, que além de ser controlado na época pelo governo estadual foi privatizado poucos meses após a LRF ser sancionada, ainda em 2000.

Fernando Haddad mentiu intencionalmente.

Anúncios

Um comentário sobre “Haddad tentou enrolar o público ao dizer que seus antecessores pedalaram, menos ele

Deixe uma resposta