Vereador da Rede teria vários funcionários fantasmas com salários de até R$13 mil

A Polícia Civil do Rio de Janeiro, através da Delegacia Fazendária, parece ter descoberto um esquema de funcionários fantasmas no gabinete do vereador Marcio Garcia (REDE).

A investigação revelou que vários funcionários contratados recebiam apenas R$ 500,00 por mês, sem trabalhar, e seus contratos tinham valores de até R$ 13 mil. Esse tipo de esquema permite que o próprio vereador fique com o restante do dinheiro, sem declarar nada à Justiça.

O inquérito, concluído e remetido ao Ministério Público, revela ainda que as kombis para a campanha eleitoral eram abastecidas com a cota de combustível da Câmara dos Vereadores. Segundo Marina Silva, a REDE era para ser um partido “diferente de tudo o que aí está.”

Anúncios

Um comentário sobre “Vereador da Rede teria vários funcionários fantasmas com salários de até R$13 mil

Deixe uma resposta