Após fracasso nas manifestações pró-Dilma, Datafolha “desiste” de contar manifestantes 

Enquanto aconteciam as manifestações a favor do impeachment de Dilma Rousseff, o Instituto Datafolha, ligado ao Grupo Folha, fazia questão de dar estimativas sempre ridiculamente baixas das manifestações. A maior de todas, que chegou a ultrapassar 1,5 milhão de pessoas na Avenida Paulista, foi apontada pelo Datafolha como apenas 210 mil pessoas.

Outra mania que o instituto tinha era a de comparar números e, na menor diferença negativa, alegar que “os protestos enfraqueceram”.

Estranhamente, desde que Dilma foi cassada e pipocaram as manifestações pró-PT no país, o instituto não mais se manifestou a respeito dessas contagens. Curiosamente, também, as manifestações têm apresentado números muito baixos, bem inferiores aos que apareciam antigamente.

Suspeito, no mínimo.

Anúncios

Deixe uma resposta