Ex-presidente da Funcef preso também pretende delatar Lula

A prisão do ex-presidente do Funcef Carlos Alberto Caser na Operação Greenfield ainda está causando pânico no Partido dos Trabalhadores. Em primeiro lugar porque a justiça resolveu investigar os esquemas de desvios nos fundos de pensão dos trabalhadores, sempre geridos por militantes do partido. E no caso específico da Funcef, há a possibilidade de uma delação premiada que atingiria Lula.

Filiado ao PT, Caser já sinalizou no primeiro depoimento que pretende colaborar com as investigações e fazer acordo de delação premiada. Como sinal de sua boa vontade, ele já teria entregue o ex-ministro José Dirceu e o ex-tesoureiro João Vaccari Neto. A intenção de Caser é delatar todos os petistas envolvidos no esquema criminoso, incluindo o ex-presidente Lula.

Caser foi procurado pela força tarefa da Operação Greenfield, e se entregou às autoridades nesta quinta-feira, após quatro dias foragido. No trecho da sentença que determinou sua prisão, consta que “Os fatos investigados […] são muito graves, havendo fortes indícios de que a Funcef, a Petros, a Previ e a Postalis, instituições importantes no âmbito nacional, foram utilizadas para fins ilícitos e foram vítimas de atos delituosos e gestões temerárias e fraudulenta”. A suspeita das autoridades é que o petrolão seja apenas a ponta do iceberg no esquema criminoso de poder do Partido dos Trabalhadores.

Anúncios

7 comentários sobre “Ex-presidente da Funcef preso também pretende delatar Lula

    1. Quem não conhece que compre… Petista roxo, ganhou e se eternizou na presidência da Funcef como prêmio por ter se esforçado muito na campanha eleitoral. Agora vai trair os companheiros, mostrando o que sempre foi…Se houve gestão fraudulenta na Funcef, foi o cabeça dela desde o início da gestão petista. Deve pagar pelo que fez de errado, mas, principalmente, devolver tudo que tiver desviado…Ah! Tem que levar o Braulio​ junto… Corromperam-se, mudaram de lado, decepcionaram muitos economiarios, que acreditaram no discurso falacioso. O poder subiu à cabeça e, se está disposto a delatar os companheiros é porque sabe o tamanho do rombo que fez e o que tem a temer. Está apenas tentando diminuir o próprio prejuízo. Na hora do pega pra capar cada um cuida de si. E quem banca o prejuízo imenso é o economiario, que vê seu patrimônio dilapidado e sua aposentadoria ameaçada.

  1. Caser vagabundo, salafrário!!!!

    Era somente se recusar a fazer o que mandaram, não roubar o nosso fundo da FUNCEF e você teria o apoio de 100.000 empregados da CEF, quiça do povo brasileiro.

    1. Se na época fosse fazer qualquer denúncia contra os esquemas do PT seria execrado por todos os asseclas do luladrão e certamente muitos economiários estariam contra ele. Teria o mesmo fim de Celso Daniel…

  2. Caser você é um cara desprezível,pois roubou milhares de colegas e suas famílias que contribuíram e contribuem há mais de 35 anos para a formação deste patrimônio, para garantir uma aposentadoria decente, e no momento que estão para começar a ter um valor complementar – se deparam com estás notícias todas de corrupção e desfalque – feito por pessoas que deveriam gerir e aplicar com parcimônia o nosso suado dinheiro. Espero que a Justiça possa reaver, pelo menos em parte, os malefícios praticados por você e seus asseclas. Que Yaveh Ilumine a Justiça para que ela seja feita e que você cumpra sua pena e que sirva de exemplo para que não tenhamos “raposas cuidando de ovos”

  3. Sou da PREVI – Cx;de Previdência do B.do Brasil. Pago minha contribuição, ali, desde 29.01.1959; portanto, quase 10 % do total ganho sobre cada mês, há 58 anos ( 58 X 12 ) = 700 meses. Somos capazes de jurar qu o rombo na PREVI não foi menor do que o provocado na FUNCEF + PETROS + POSTÁLIS – Gatunos idênticos, como Sérgio Rosa, do Sindicato dos Bancários de SP, que se apoderaram da PREVI e de suas afiliadas, desde o início do governo petista. Em período tão extenso, podemos calcular, no mínimo, R$1.000.000 de contrib.cada um dos 100.000 funcionários, perfazendo um patrimônio atual da PREVI de 100 BILHÕES. Não se espantem: os governos LULA e DILMA abocanharam mais de 30 bilhões de nosso patrimônio.

Deixe uma resposta