Em Gramado, estátua de Dilma em museu fica escondida num cantinho

Colocada atrás de um antigo carro de luxo, a estátua de Dilma Rousseff fica escondida no Museu de Cera de Gramado, no Rio Grande do Sul. Chegada ao local em 2014, a estátua já havia sido escondida outra vez, durante os protestos contra a ex-presidente que foram realizados em março do ano passado.

“O que vamos fazer com a Dilma?’ Colocar uma grade nela? Não sabemos ainda, nem temos previsão de retirá-la, só se o pessoal começar a reclamar muito”, afirma o gerente geral do local, Elodir Corrêa.

Ele conta que a escultura da petista chegou a ser removida por 15 dias no ano passado, em meio aos protestos contra o governo, que começaram em março. “Levamos a Dilma para o nosso ateliê, mas isso teve uma repercussão muito negativa nas redes sociais, tacharam o museu de partidário. Aí ela voltou, mas está lá no canto”, diz Corrêa. Exibida em seu auge na réplica do Salão Oval da Casa Branca, ao lado de Lula, Barack Obama e importantes ex-presidentes norte-americanos, Dilma agora fica no final da exposição, já quase na saída.

Anúncios

Um comentário sobre “Em Gramado, estátua de Dilma em museu fica escondida num cantinho

Deixe uma resposta