Dilma esnoba cargo oferecido em fundação petista por Rui Falcão

Segundo informações de bastidores, a ex-presidente Dilma Rousseff teria esnobado do cargo oferecido pelo presidente do Partido dos Trabalhadores Rui Falcão para presidir a Fundação Perseu Abramo. A fundação pertence ao PT, e o cargo seria uma espécie de “acordo de aposentadoria” entre Dilma e o PT.

A ex-presidente resolveu deixar o convite ‘na geladeira’, e não tocou no assunto em nenhuma de suas declarações públicas. O tom de descaso adotado por Dilma se deve ao fato de que o partido a abandonou aos leões durante o processo do impeachment. A ardorosa defesa feita pelos senadores da chamada “Bancada da Chupeta” eram apenas pretextos para aparecerem bem no documentário filmado pela petista Petra Costa. Nos bastidores, o PT preferiu abandonar Dilma e investir no discurso do golpe para ter munição até 2018. Foi Rui Falcão o primeiro petista a rejeitar publicamente a proposta de plebiscito por novas eleições defendida por Dilma.

A avaliação do partido é que a situação do país era muito negativa, e Dilma não iria conseguir reunir apoio político para corrigir os problemas que ela própria provocou. Também não conseguiria apoio para governar após ter chamado o Congresso de golpista. No início, Dilma concordou com a narrativa do PT. A presidente só decidiu adotar a estratégia das novas eleições após perceber que poderia ser presa depois de perder o mandato de presidente.

O golpe que manteve os direitos políticos de Dilma veio no sentido de oferecer uma saída para Dilma, que uma vez presa pode até fazer uma delação premiada. Para evitar o prejuízo, os golpistas deixaram para Dilma a possibilidade de se refugiar de Sérgio Moro em algum governo estadual petista.

Dilma também fez pouco da proposta de Rui Falcão pois já está em conversas adiantadas com o PDT, seu ex-partido. O PDT foi um dos partidos que lutou contra o impeachment, e foi onde Dilma começou sua carreira política após sair da prisão por conta de sua participação na guerrilha urbana junto das organizações terroristas VAR-Palmares e COLINA. Com a manutenção dos direitos políticos, Dilma cogita se candidatar aos cargos de senadora ou governadora. A ex-presidente estuda se candidatar ou pelo Rio de Janeiro ou pelo Rio Grande do Sul em 2018, caso ainda não tenha sido presa pela Lava Jato.

Anúncios

5 comentários sobre “Dilma esnoba cargo oferecido em fundação petista por Rui Falcão

  1. Bandidos protegem os seus, essa facção chamada PT, já deveria ter sido extinta, pois é um perigo para o Brasil. São pessoas de alta perculosidade que roubam, matam, mentem em nome do poder e são totalmente desprovidas de caráter, lisura e atitudes nobres. LITERALMENTE BANDIDOS.

Deixe uma resposta