Emilio Odebrecht diz que grupo sairá menor após delação. Fala deve assustar o PT.

Em entrevista aos investigadores da Lava Jato – que antecede o depoimento dos colaboradores com as investigações -, o empresário Emilio Odebrecht, pai de Marcelo, deu motivos para que os petistas se preocupem. Muito.

Dois dias antes de dar a entrevista, Emilio fez um discurso interno em sua companhia, no qual admitiu erros e disse não mais tolerar novos desvios. Na palestra, feita para 170 líderes da organização em um hotel de São Paulo, ele falava sobre o futuro da Odebrecht e as normas de compliance (conformidade a regras e legislação). Foi uma reunião de “reconhecimento de erros”.

O detalhe preocupante para o PT é que, ao abordar a delação que o grupo fará na Lava Jato, o empresário reconheceu que o grupo sairá menor, com menos ativos tangentes, desse processo.

Isso dá a entender que a colaboração do grupo com a Lava Jato prejudicará bastante sua empresa, principalmente por atingir o grupo político que mais a ajudou a conseguir grandes negócios com o governo.

Anúncios

Um comentário sobre “Emilio Odebrecht diz que grupo sairá menor após delação. Fala deve assustar o PT.

Deixe uma resposta