EUA lembram que impeachment seguiu a Constituição

Para desgosto da extrema-esquerda – que elogiou a administração Barack Obama por meses seguidos na época em que ele disse “Lula é o cara” -, o  vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, deu mais uma manifestação internacional de apoio à Constituição Brasileira e reconhecimento da lisura do processo legal de impeachment pelo qual passou a ex-presidente golpista Dilma Rousseff, assim como demonstrou apoio ao governo eleito – na mesma chapa que Dilma – de Michel Temer.

Biden lembrou que o processo seguiu as regras constitucionais e os ritos legais e que, agora, o governo norte-americano vai trabalhar de maneira mais próxima com a gestão Temer.

“O Brasil é e continuará a ser um dos parceiros mais próximos dos Estados Unidos na região, porque, entre democracias, as parcerias não são baseadas nas relações entre dois líderes, mas são baseadas no duradouro relacionamento entre os dois povos”, afirmou Biden durante um discurso realizado no Banco de Desenvolvimento da América Latina sobre a relação dos EUA com a região.

“Não sou ingênuo em relação às complexidades dos desafios, que vão permanecer. No momento em que nos encontramos aqui hoje, estamos vendo grandes mudanças políticas acontecendo na região”, destacou. “No Brasil, o povo, seguindo sua Constituição para navegar um momento econômico e político difícil, seguindo os procedimentos estabelecidos para tratar da transição de poder, fez exatamente isso”, finalizou.

Anúncios

Um comentário sobre “EUA lembram que impeachment seguiu a Constituição

Deixe uma resposta