Dono da Friboi teria dado mansão de R$ 15 mi de presente por mamata de R$ 1 bi do FGTS

Novos detalhes apareceram para complicar ainda mais a situação de um dos donos do frigorífico Friboi, Joesley Mendonça Batista. O delator e ex-vice-presidente da Caixa Econômica Federal, Fábio Cleto, está abrindo o bico.

A casa de Joesley, no bairro Jardim Europa, em São Paulo, foi alvo recente de uma Operação da Polícia Federal autorizada Supremo Tribunal Federal (STF) e coordenada pela Procuradoria Geral da República (PGR). Uma de suas empresas, a Eldorado Brasil Celulose, foi apontada pelo delator Fábio Cleto como uma das pagadoras de propina. Ele disse ter embolsado R$ 680 mil para montar operação de R$ 940 milhões. A PF também cumpriu mandados de busca e apreensão no endereço da empresa na marginal Tietê, em São Paulo, no mesmo prédio onde funciona a JOB/Friboi.

Em delação premiada, Cleto afirmou que Joesley deu “de presente” uma mansão de presente ao doleiro Lúcio Funaro como pagamento de propina por obter benefícios no Fundo de Investimentos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FI-FGTS). Cleto delatou que a informação foi passada a ele por Alexandre Margotto, sócio de Funaro. A mansão no Jardim Europa, em São Paulo. é avaliada em R$ 15 milhões.

Funaro foi trancafiado no dia 1 de julho na Operação Sépsis pela suspeita de comandar com o parlamentar ousado esquema de arrecadação de propinas de grandes empresas que, para executar projetos milionários, recorriam ao Fundo de Investimentos do FGTS (FI/FGTS), então sob comando do vice-presidente da Caixa, Fábio Cleto.

Em sua delação, Fábio Cleto – que estava em Atenas, na Grécia, quando encontrou Joesley e Funaro – revelou detalhes sobre uma viagem pelo Caribe ao lado dos dois, em 2011: “De lá decidiram, de última hora, realizar uma viagem a Saint Barth, uma ilha paradisíaca no Caribe. Como o avião em que estavam era grande demais, optaram por aterrissar numa ilha próxima e seguir para Saint Barth por meio de uma lancha. De acordo com Cleto, Joesley mandou buscar, num jato executivo operado pela JBS, as mulheres dos três no Brasil, para que se juntassem ao tour no Caribe.”

Joesley já havia sido indiciado por um esquema de lavagem de dinheiro no Banco Rural. Não por coincidência, era o mesmo esquema pelo qual circulava a propina que financiava o esquema do mensalão do PT, que resultou na prisão de José Dirceu.

Anúncios

4 comentários sobre “Dono da Friboi teria dado mansão de R$ 15 mi de presente por mamata de R$ 1 bi do FGTS

  1. É um buraco sem fundo. São bilhões de reais e dez e as de ladrões sob a chefia de um si dica lista ignorante, o Lul, esse cara tem que apodrecer na cadeia.

Deixe uma resposta